Messi perde até pênalti em seu show na goleada do Barça

Com dois gols, meia argentino é o destaque na goleada por 5 a 1, no Camp Nou, sobre o grego Panathinaikos

, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2010 | 00h00

Com Messi inspiradíssimo, o Barcelona deu show na estreia da Copa dos Campeões - venceu por 5 a 1 e reforçou a imagem de favorito ao título.

O time do técnico Josep Guardiola dominou toda a partida. No entanto, quem abriu o placar foi o Panathinaikos com gol de Gouvou. Os gregos, porém, nem tiveram tempo de comemorar. Dois minutos depois, Messi recebeu lançamento de Xavi e empatou, num sinal da reação espanhola. A virada veio dos pés de David Villa. E o terceiro surgiu ainda no primeiro tempo, num golaço de Messi, depois de ter se livrado de três zagueiros.

Na frente do placar, o argentino pôde dar sequência à bela performance, que até ofuscou sua falha ao perder um pênalti, defendido pelo goleiro Tzorvas. O meia participou das outras duas jogadas que terminaram em gol. No primeiro lance, o argentino acertou a trave e a bola sobrou livre para Pedro. No outro, lançou para Daniel Alves cabecear e fechar a goleada.

Outro que goleou na estreia foi o Valencia: 4 a 0 sobre o Bursaspor, pelo Grupo C.

Fenômeno na Europa. Depois de desapontar na Copa do Mundo, Messi provou que brilha mesmo nos torneios europeus. Com o feito de ontem, o jogador virou o maior artilheiro do clube na competição, com 27 gols, superando Rivaldo, com 25, e o holandês Patrick Kluivert, autor de 21.

Se continuar assim, Messi ainda pode conquistar a artilharia em três temporadas seguidas da Copa dos Campeões-ele marcou 9, em 2008/2009, e oito, na última edição.

Empate frustrante. A atual campeã, Inter de Milão, desapontou ontem, ao empatar por 2 a 2 com o holandês Twente, estreante no torneio. A Inter, do técnico Rafael Benítez, que estreou no comando, começou na frente, com gol de Sneijder, mas os holandeses empataram com Janssen e ainda viraram, graças ao gol contra de Diego Milito. O resultado só não foi pior porque Eto"o igualou o placar e o outro jogo da Chave A, entre Werder Bremen e Tottenham, também terminou em 2 a 2.

O Manchester United foi outro que decepcionou ao não sair do 0 a 0 contra o Rangers, da Escócia. No retorno de Rooney à equipe, depois de ter sido poupado no último jogo para amenizar o escândalo de que teria traído sua mulher, o jogador foi hostilizado pelos torcedores.

Mas quem levou a pior no confronto foi o equatoriano Antonio Valencia, que sofreu uma grave lesão no tornozelo, durante uma disputa normal de bola com o zagueiro Bradfoot.

O jogador do Manchester United chegou a ter um colapso, por causa das fortes dores, e teve de receber oxigênio antes de ser levado para o hospital. A diretoria do clube inglês acredita que o atacante deverá ficar afastado dos campos por muito tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.