Messi tenta repetir feito de Cruyff, Maradona e Ronaldinho

Os três craques conseguiram a proeza de arrancar aplausos em pleno estádio do rival Real Madrid

, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2010 | 00h00

A atuação de Messi contra o Arsenal, na vitória por 4 a 1 que colocou o Barcelona nas semifinais da Copa dos Campeões, assombrou o mundo na última terça-feira. O argentino, que marcou os quatro gols catalães, tem agora novo desafio: arrancar aplausos da torcida do Real Madrid em pleno Santiago Bernabéu.

Com a camisa azul e grená do Barça, apenas três jogadores conseguiram a façanha. O holandês Johan Cruyjff, o argentino Diego Maradona, e o brasileiro Ronaldinho Gaúcho. Em fases distintas, marcaram época no futebol espanhol, às vésperas de uma Copa.

Cruyjff, recém-chegado do Ajax, foi o pioneiro em 1974. Em meio à ditadura de Francisco Franco, torcer para o Barça era também forma de protesto contra a opressão que sofriam a língua e a cultura da Catalunha. Em fevereiro daquele ano, o holandês comandou o time catalão nos 5 a 0 aplicados na casa do Real, pelo Espanhol, na goleada que encaminhou o título da temporada. Na Copa da Alemanha, foi o capitão da Holanda que encantou o mundo com seu inesquecível "carrossel".

Em 1983, Maradona repetiu o feito em seu momento mais marcante no Barça. Na curta e polêmica passagem de dois anos pela Espanha, o argentino brilhou em clássico pela extinta Copa da Liga. Após passar pelo goleiro, driblou o zagueiro em cima da linha e empurrou para o gol vazio, obrigando a torcida do Madrid a se render ao seu talento. Três anos depois, na Copa do México, foi o craque na conquista argentina.

Ronaldinho foi o último a levantar a torcida rival, em 2005. Com dois belos gols em arrancadas, brilhou nos 3 a 0 em clássico pelo Espanhol, mas não repetiu a performance na Copa da Alemanha, no ano seguinte. / B.D.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.