Mexicano bilionário de olho na Honda

O segundo homem mais rico do mundo, Carlos Slim, pode salvar a equipe Honda da dissolução. Segundo o jornal britânico The Sun, o mexicano visitou a sede da escuderia, na cidade inglesa de Brackley, semana passada. O empresário de 68 anos conquistou uma fortuna estimada em R$ 195 bilhões no ramo de telecomunicações - é dono da Telmex. Ele iniciou sua vida profissional como taxista.Slim teria chegado à fábrica com um enorme helicóptero - o heliponto do local não comportava uma aeronave de tal tamanho e o pouso aconteceu no estacionamento. De acordo com a fonte ouvida pelo diário inglês, a visita do mexicano tornou-se pública porque o helicóptero tinha o nome da Telmex estampado nas laterais.A Honda anunciou sua saída da Fórmula 1 no dia 6. A queda no faturamento da montadora japonesa e os maus resultados da equipe motivaram a desistência dos diretores da empresa em investir no automobilismo competitivo. O inglês Jenson Button ficou sem carro para correr no próximo ano, assim como o brasileiro Rubens Barrichello.A única chance para a permanência da escuderia no grid de 2009 é a compra da estrutura. Carlos Slim é o suposto terceiro interessado em adquirir a Honda. O antigo dono da BAR, David Richards, também foi ligado à compra da equipe de F-1, assim como o empresário indiano Vijay Mallya, dono da Force India.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.