Mexicano deve levar Bruno Senna à Fórmula 1

O empresário mexicano Carlos Slim, segundo homem mais rico do mundo, praticamente acertou a compra da Honda, publicou ontem o jornal italiano La Stampa. A notícia é amplamente favorável ao piloto brasileiro Bruno Senna. Slim é proprietário do conglomerado de empresas Telmex, do qual faz parte a Embratel, patrocinadora de Bruno desde a Fórmula 3.O piloto, que está em férias no Brasil, disse ao Estado não ter recebido nenhuma notícia sobre a aquisição da Honda até agora. "Mas sei que o Carlos Slim está na Inglaterra para negociar pessoalmente a compra da equipe", declarou. Na Itália, o diretor técnico da escuderia, Ross Brown, também não confirmou a novidade. Como ocorre normalmente, as partes só fazem o anúncio depois que o negócio é oficialmente fechado, com os contratos assinados.Bruno está otimista com a possibilidade de a equipe não fechar as portas pois, além de Slim, dois ou três grupos manifestaram interesse em manter a estrutura em Brackley, Inglaterra, e o chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, estaria acompanhando as negociações de perto, interessado na sobrevivência da escuderia. Enquanto a notícia da compra da Honda não se confirma oficialmente, o piloto brasileiro vai manter seu cronograma. Pretende passar o Ano Novo em Angra dos Reis, litoral fluminense, e embarca para a Europa no dia 5 para retomar os contatos na Fórmula. A notícia da compra da Honda por Slim seria ruim para Rubens Barrichello, que ficaria sem equipe para o próximo ano e poderia anunciar a aposentadoria.UM DÓLARSegundo o La Stampa, a compra da Honda custaria a quantia simbólica de US$ 1,00. Isso ocorreria porque Slim - cujas atividades na área de bancos, restaurantes, plantações de tabaco, tecnologia da informação, além de 3% da Apple, correspondem a 5% do produto interno bruto mexicano - herdaria as dívidas da escuderia. O patrimônio do mexicano, segundo a revista Forbes, corresponde a 45 bilhões. Seu helicóptero é tão grande que teve dificuldades para pousar em Brackley há dez dias, quando o bilionário visitou a fábrica. Slim deve receber uma equipe com trabalho adiantado para se adaptar às mudanças propostas pela F-1 para 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.