Arquivo/AE
Arquivo/AE

Michael Johnson: Bolt não baterá recorde mundial dos 200 m

Para norte-americano, atleta se desgastou bastante na disputa dos 100 m e lembra que treino não foi específico

EFE

20 de agosto de 2009 | 13h08

O norte-americano Michael Johnson, antecessor de Usain Bolt como recordista mundial dos 200 metros, acredita que o jamaicano não melhorará o desempenho na final do Mundial de atletismo porque está cansado.

 

Veja também:

link Berlim se prepara para ver mais um show de Bolt 

link Jamaica encosta nos EUA no quadro de medalhas

mais imagens GALERIA DE FOTOS - Imagens do dia 5

especial MUNDIAL - Leia todas as notícias do torneio

forum QUIZ - Participe do teste sobre o Mundial

tabela CALENDÁRIO - Todos os eventos e horários

"Acho que ele está muito cansado pela disputa dos 100 metros. Uma quebra de recorde mundial é possível sempre que Bolt está na pista, mas acho que agora é menos possível que há poucos dias. Além disso, ele disse que seu treino para os 200 este ano não foi tão bom como para os 100", disse Johnson.

 

Sobre as chances de Bolt quebrar seu recorde mundial de 43s18 nos 400 metros, Johnson advertiu que "é uma prova muito diferente". "Certamente ele pode bater o recorde, mas ele teria que estar disposto a sofrer um pouco mais. Para os 400 é preciso fazer um treino específico durante alguns anos e aprender a competir", explicou o americano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.