Michael Phelps divide ouro no borboleta e é prata nos 100m livre

Nadador interrompe aposentadoria e conquista medalhas nos EUA

Agência Estado

21 de junho de 2014 | 09h05

Naquela que foi a sua terceira competição desde quando retornou às piscinas após resolver interromper a sua aposentadoria, iniciada ao final da sua participação na Olimpíada de 2012, Michael Phelps dividiu uma medalha de ouro nos 100 metros borboleta e acabou ficando com a prata nos 100 metros livre no Grand Prix de Santa Clara, nos Estados Unidos, em provas realizadas no final da noite desta sexta-feira. 

Na primeira destas disputas, o norte-americano acabou tocando a borda no fim da prova junto com o seu compatriota em 52s11, fato que fez a dupla dividir a primeira colocação, sendo que Phelps vinha na liderança até os metros finais. Já nos 100 metros livre, o maior medalhista olímpico de todos os tempos cravou o tempo de 48s80 e foi superado pelo também nadador dos Estados Unidos Nathan Adrian, que ficou com o ouro ao terminar a distância em 48s17, liderando a prova de ponta a ponta e assegurando confortável vantagem sobre Phelps. 

Nesta mesma final dos 100 metros livre, o brasileiro Marcelo Chierighini ficou apenas em nono, com o tempo de 50s94. Ele amargou uma marca pior do que a obtida nas eliminatórias, quando cronometrou 50s66 para se garantir na disputa por medalhas. Outros brasileiros neste Grand Prix de Santa Clara, Felipe Lima ficou em 12º lugar na final B dos 200 metros peito, na qual cravou o tempo de 2min16s89, enquanto Bruno Fratus foi o quinto colocado da final B dos 100 metros livre, com 50s84.

Assim, ele foi apenas o 13º no geral nesta disputa na qual é a sua especialidade. Neste sábado, a programação de Phelps prevê a sua participação na prova dos 200 metros livre, enquanto no domingo ele deverá nadar os 200 metros medley.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoMichael PhelpsRio 2016

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.