Michael x Popó pode ser preliminar de título mundial

Presidente do Conselho Mundial de Boxe planeja colocar uma disputa de cinturão no fim do ano em São Paulo

Wilson Baldini Jr., O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2011 | 00h00

O Brasil vai voltar a receber uma luta por título mundial no boxe. E ainda pode ser este ano. José Sulaymán, presidente do Conselho Mundial de Boxe (CMB), estuda a possibilidade de trazer um combate por cinturão do mundo para São Paulo, especificamente no Ginásio do Ibirapuera. A noitada teria como uma das preliminares o duelo entre Michael Oliveira e Acelino Popó Freitas.

Carlos Oliveira, empresário e pai de Michael, viaja hoje para o México onde vai se reunir com Sulaymán para definir os detalhes do evento.

A disputa do CMB serviria para aumentar ainda mais o interesse do público e da imprensa pelo duelo entre Michael e Popó.

O ex-campeão dos superpenas e leves já adiantou o pedido de sua bolsa para a MO Productions, que busca patrocinadores para finalizar as negociações.

Aos 35 anos, Popó usa de sua larga experiência para mexer com o lado emocional de Michael, 21 anos. "Se este desafio realmente acontecer, você (Michael) está ferrado", ameaçou o pugilista baiano. "Vou treinar como se fosse título, para quebrar você no meio, para você voltar aos Estados Unidos e ter de começar tudo lá de novo."

Michael prefere a diplomacia. "Desde menino, quando ainda sonhava em ser um boxeador, sempre o tive como ídolo, e em alguns casos, até como exemplo. Infelizmente, por causa dos seus problemas pessoais, não em todos. Hoje, como profissional, simplesmente comentei com o meu empresário que o meu sonho agora seria lutar com o ex-campeão."

Michael x Popó deverá ser nos 68 quilos. Michael terá de perder quatro quilos, pois em seu último combate, dia 16, pesou 72 quilos. Antes de Popó, Michael deve lutar em 29 de outubro, em Atlantic City, como preliminar do Super Six (torneio do canal Showtime que reúne os seis melhores supermédios do mundo).

Popó não luta há quatro anos e meio. Deputado federal, está com cerca de 80 quilos. Pediu quatro meses para entrar em forma.

Desde 2006. A última vez que os ringues brasileiros receberam um campeão foi em abril de 2006, quando Valdemir Sertão Pereira defendeu o cinturão dos penas, versão Federação Internacional de Boxe, diante do russo Yuri Romanovic. Vitória do brasileiro por pontos, em São Caetano do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.