Charles Dharapa/AP
Charles Dharapa/AP

Michelle Obama visitará Copenhague para apoiar Chicago

Primeira dama dos Estados Unidos apoia a candidatura da cidade, que busca sediar os Jogos Olímpicos de 2016

Agencia Estado

11 de setembro de 2009 | 17h17

A candidatura de Chicago para ser sede dos Jogos Olímpicos de 2016 será liderada pela primeira dama Michelle Obama. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pela Casa Branca depois que o presidente Barack Obama não confirmou presença no dia da eleição, em Copenhague.

Veja também:

especialRIO 2016 - Mais sobre a campanha pelos Jogos

especialOs prós e contras das candidatas aos Jogos 2016

Com a participação de sua esposa, Obama evitará as críticas de que poderia enfraquecer a candidatura de Chicago. A eleição da sede dos Jogos de 2016 será realizada no dia 2 de outubro, pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), na Dinamarca.

Também estão na briga as cidades do Rio de Janeiro, Tóquio e Madri, que serão representadas pelos seus respectivos chefes de estado. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o rei Juan Carlos, da Espanha, já confirmaram presença no dia da eleição. O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, recebeu convite, mas ainda não respondeu.

Obama não descartou participar do evento, mas disse estar ocupado com o debate sobre a reforma do sistema de saúde dos Estados Unidos. Apesar da possível ausência do presidente, o diretor do comitê organizador da candidatura de Chicago, Patrick Ryan, comemorou a participação de Michelle Obama. "Estamos honrados e agradecidos. Apreciamos esta demonstração de apoio da Casa Branca", disse.

Ryan também destacou o conhecimento de Michelle sobre a cidade candidata. "Como uma moradora de Chicago, a primeira dama está especialmente capacitada para compartilhar com os membros do COI a paixão e o entusiasmo por nossa cidade", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.