Milan barra ida de Kaká para seleção olímpica do Brasil

Time italiano conta com o meia-atacante na fase preliminar da Liga dos Campeões; Pato pode ser liberado

REUTERS

18 de maio de 2008 | 18h52

O Milan não permitirá que Kaká, eleito melhor jogador do mundo, dispute os Jogos Olímpicos de Pequim na condição de atleta acima dos 23 anos, comunicou o clube italiano neste domingo. O Milan, que jogará a Copa da Uefa na próxima temporada por ter terminado o Campeonato Italiano na quinta posição, já vinha demonstrando que o desejo do jogador de 26 anos de ir para a Olimpíada seria concedido caso o time não disputasse o torneio classificatório para a Liga dos Campeões, em agosto. No entanto, um comunicado no website do clube (www.acmilan.com) afirma que apenas Alexandre Pato e Digão, irmão de Kaká, ambos com menos 23 anos, estão liberados para jogar em Pequim. "(Kaká) já faz parte da seleção nacional do Brasil. O clube não acha correto para Kaká que ele também seja envolvido em jogos oficiais da equipe olímpica do Brasil", diz o comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.