Milan joga tudo na briga pelo segundo lugar

Eliminado da Copa dos Campeões, o time passa a ter como objetivo ultrapassar o Napoli no Campeonato Italiano

MILÃO, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2013 | 02h08

O Milan junta os cacos da derrota por 4 a 0 que sofreu diante do Barcelona na Copa dos Campeões e se concentra na luta pelo segundo lugar no Campeonato Italiano. O time está na segunda colocação a apenas dois pontos do Napoli - que não vence há cinco rodadas -, e hoje receberá o lanterna Palermo.

O vice-campeão garante vaga direto na fase de grupos da Copa dos Campeões, ao passo que o terceiro colocado terá de sobreviver a uma fase preliminar.

"No início do campeonato poucos apostariam que poderíamos estar nessa situação hoje, porque começamos realmente muito mal. Mas reagimos a tempo e agora temos de encarar as dez partidas que faltam como se fossem dez finais para conseguir o nosso objetivo", disse o atacante El Shaarawy.

Em relação à formação que colocou em campo contra o Barcelona, o técnico Massimiliano Allegri fará quatro mudanças: De Sciglio, Nocerino, Muntari e Balotelli entram, e Constant (suspenso), Flamini, Ambrosini e Niang saem.

O adversário de hoje é um time em crise. O explosivo presidente Maurizio Zamparini já demitiu quatro técnicos na temporada, três deles nas últimas seis rodadas.

Giuseppe Sannino, que estreará hoje no comando da equipe, ocupou o cargo nas três primeiras rodadas e foi substituído por Gian Piero Gasperini, que durou até fevereiro. E aí começou o festival de demissões.

Alberto Malesani assumiu no lugar de Gasperini e foi mandado embora depois de apenas três jogos. Para o seu lugar, Zamparini contratou...Gasperini! Exatamente, o técnico que tinha sido demitido havia 20 dias foi recontratado. Mas sua segunda passagem foi efêmera: dirigiu o time apenas duas vezes. E agora volta Sannino.

O regulamento na Itália impede que um técnico trabalhe em duas equipes no mesmo campeonato na mesma temporada. Assim, um que seja demitido de uma equipe da Série A só pode dirigir uma da Série B ou C. Isso diminui muito o leque de opções dos clubes, por isso é comum a prática de recontratar um treinador na mesma temporada.

Jejum. O Napoli jogará em casa contra a Atalanta. Até duas semanas atrás o assunto no clube era a possibilidade de brigar com a Juventus pelo título, mas agora a preocupação é não perder o segundo lugar para o Milan.

O time fez apenas quatro pontos nas últimas cinco rodadas (quatro empates e uma derrota), e viu a distância para a Juve subir para nove pontos. O artilheiro Cavani não balança a rede desde o dia 27 de janeiro, quando o time venceu o Parma por 2 a 1. Mesmo assim ele lidera a artilharia da competição com 18 gols.

Inglaterra. Os três times que continuam representando o país em uma competição europeia entrarão em campo hoje: Chelsea, Tottenham e Newcastle, todos brigando pelo título na Liga Europa - na Copa dos Campeões não há nenhum inglês nas quartas de final pela primeira vez em 17 anos.

Terceiro colocado com 54 pontos, o Tottenham jogará em seu estádio contra o Fulham. O Chelsea, que tem 52 e está em quarto lugar, receberá o West Ham. E o Newcastle, que ocupa a 13ª posição, enfrentará o Wigan fora de casa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.