Milan tenta colocar Juventus sob pressão

Time milanês enfrenta o fraco Bologna e busca passar o rival, que lidera, mas só entra em campo amanhã contra a Roma

MILÃO, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2011 | 03h07

O Milan vai a campo hoje com um objetivo principal: colocar a Juventus sob pressão. O time de Robinho, Alexandre Pato e Thiago Silva não faz confronto direto com a equipe de Turim. Vai a Bolonha enfrentar a equipe local. Mas, se vencer, ultrapassará o rival na classificação e o deixará na obrigação de bater a Roma, amanhã, no Estádio Olímpico da capital italiana, para manter a liderança da competição.

O Milan tem 27 pontos após 13 rodadas e vem crescendo no campeonato. A Juventus lidera, com 29.

A Udinese, igualmente com 27 pontos, mas saldo e número de gols marcados inferior ao do Milan, também briga pelo primeiro lugar - já chegou a comandar a tabela - é outra equipe que joga hoje. Recebe o Chievo Verona, que somou 16 pontos nas 13 rodadas disputadas.

Os brasileiros do Milan devem começar a partida em Bolonha Thiago Silva é titular absoluto da zaga e Robinho e Alexandre Pato, que começa a atingir o ritmo de jogo ideal após retornar de mais uma contusão, estão se entendendo bem na frente. Mas Ibrahimovic tem lugar cativo na equipe e por isso a tendência é que o Milan joga com três homens avançados.

Mas o volante Gattuso, que não joga desde a estreia do Milan no Italiano por conta de uma contusão no olho esquerdo e tinha grandes chances de entrar hoje na equipe deve ter de adiar a sua volta. Isso porque ele machucou o nariz no treino de quinta-feira e o local ainda está bastante inchado e dolorido.

O Bologna, 15.º colocado com apenas 14 pontos e bem próximos da zona do rebaixamento, vai armar um esquema bastante cauteloso para tentar arrancar pelo menos um empate. O time vem de vitória (1 a 0 sobre o Siena e pretende aproveitar o fato de jogar em casa para iniciar uma "boa fase'' e afastar-se das últimas colocações nas próximas rodadas.

O Napoli, que começou bem o campeonato, mas caiu bastante de produção nas últimas rodadas, tem boas chances de acrescentar mais três pontos aos 20 que contabiliza. Joga fora de casa, mas seu adversário é o fraco Novara (18.º, com 10 pontos), que subiu este ano e dificilmente se manterá na divisão de elite italiana.

Completam os jogos deste domingo Atalanta x Catania, em Bergamo, e Cagliari x Parma, na Sardenha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.