Milaneses largam como favoritos na briga pelo título

A Inter, do técnico José Mourinho, luta pelo tetra; Milan, de Kaká, Pato e Ronaldinho, busca afirmação

Roma, O Estadao de S.Paulo

30 de agosto de 2008 | 00h00

O Campeonato Italiano 2008-2009, que começa hoje, tem tudo para ser monopolizado pelas equipes de Milão - e ter como principais destaques jogadores brasileiros. A Internazionale, atual tricampeã e sob comando do português José Mourinho, é mais uma vez favorita ao título. O Milan, do trio brasileiro Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Alexandre Pato, por sua vez, apresenta-se como única equipe, na teoria, capaz de estragar os sonhos de hegemonia da eterna rival.Mourinho, ex-treinador do Chelsea, da Inglaterra - hoje dirigido por Luiz Felipe Scolari -, foi contratado a peso de ouro com a missão de não só manter a primazia da Inter no Italiano, como de dar à equipe o título continental. Na estréia, hoje, o time enfrenta a Sampdoria, na casa do adversário. As principais novidades são a chegada do veterano meia brasileiro Mancini, ex-Roma, e a volta do atacante Adriano, depois de uma meia temporada no São Paulo.Já o Milan apostou as fichas no elenco - mais uma vez, é o responsável pelas contratações de maior impacto da temporada. Ronaldinho Gaúcho chega, do Barcelona, para formar o ataque com Kaká, Alexandre Pato e outra novidade, o ucraniano Shevchenko, de volta à equipe depois de uma temporada irregular no Chelsea. Pensando em conquistar o scudetto e a Copa da Uefa - espécie de consolo para o time, que não conseguiu vaga na Copa dos Campeões -, o clube ainda contratou o goleador Marco Borriello, terceiro artilheiro na temporada passada, pelo Genoa; o lateral Gianluca Zambrotta, do Barcelona; o zagueiro suíço Philippe Senderos e o meia francês Mathieu Flamini, do Arsenal, da Inglaterra. A estréia é amanhã, em casa, contra o Bologna, que volta à Primeira Divisão.AZARÕESCorrendo por fora entre os favoritos, Juventus e Roma investiram em jogadores brasileiros para o campeonato. A equipe de Turim tem como principal contratação o atacante Amauri, comprado por 22,8 milhões do Palermo. Além dele, reforçam o clube o meia dinamarquês Cristian Poulsen, ex-Sevilla, e o zagueiro sueco Olof Mellberg, do inglês Aston Villa. O time estréia no domingo, contra a Fiorentina, em Florença.Já a Roma, que perdeu Mancini, convocou outro brasileiro para fortalecer o elenco, o meia-atacante Júlio Baptista, ex-Real Madrid. No restante da primeira rodada, amanhã, a equipe da capital recebe o Napoli. Nos outros confrontos, a Udinese e Palermo se enfrentam em Údine, a Lazio viaja para jogar contra o Cagliari, a Atalanta recebe o Siena, o Catania enfrenta o Genoa em casa, o Chievo joga contra a Reggina e o Torino recebe o Lecce.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.