Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Pawel Kopczynski/Reuters
Pawel Kopczynski/Reuters

Milão e Turim se unem em busca da sede dos Jogos de Inverno de 2026

Novo processo de seleção do COI permite que os Jogos Olímpicos sejam realizados em areas maiores

Estadao Conteudo

29 de março de 2018 | 17h38

As cidades de Milão e Turim se uniram para disputar o direito de sediar os Jogos Olímpicos de Inverno de 2026. O Comitê Olímpico Italiano (Coni) anunciou o plano em uma carta de intenções enviada nesta quinta-feira ao Comitê Olímpico Internacional (COI).

Embora geralmente haja apenas uma cidade-sede, o novo processo de seleção do COI permite que os Jogos Olímpicos sejam realizados em areas maiores, embora a competição só possa ser nomeada para uma única cidade.

O Coni indicou que deixará ao COI a decisão sobre qual cidade receberá o direito de nomeação como sede. "O Coni recorda que o período de diálogo prevê a colaboração entre o Coni, a cidade e o COI a fim de verificar a melhor solução para as necessidades do país", disse o comitê italiano em um comunicado.

Sujeita à aprovação do novo governo nacional, que ainda vai ser formado, a candidatura poderia ter cerimônias e esportes de inverno em Milão, juntamente com outros eventos programados para instalações construídas para a Olimpíada de Turim de 2006. Milão e Turim estão a 145 quilômetros de distância, conectadas por uma rodovia e uma linha de trem alta velocidade.

Entre as cidades que demonstraram interesse em sediar os Jogos de 2026 se encontram Estocolmo, Calgary, Sion e Sapporo. A sede será definida em encontro do COI em Milão, em setembro de 2019.

Tudo o que sabemos sobre:
Milão [Itália]Turim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.