Mineira quebra recorde de Rebeca Gusmão nos 50 m livre

Roberta Kamila Albino surpreende ao bater recorde da prova durante o Troféu Júlio de Lamare

14 de dezembro de 2007 | 15h19

Com um biotipo totalmente diferente, a nadadora mineira Roberta Kamila Albino, de 18 anos, bateu o recorde dos 50 m livre, nesta sexta-feira, do Campeonato Brasileiro júnior - Troféu Júlio de Lamare -, que pertencia à Rebeca Gusmão, que hoje está sendo investigada por suspeita de doping. Roberta, de apenas 1m68 e 63kg, cravou o tempo de 26s60, enquanto a marca estabelecida por Rebeca (quando também tinha 18 anos), em 2002, era de 26s62. Tal marca traz uma boa perspectiva à nadadora mineira que, até então, era uma mera desconhecida do público brasileiro. Apesar de ter quebrado a marca de Rebeca Gusmão, Roberta Kamila Albino se diz fã de Flávio Delaroli, que vai disputar tal prova nos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto do ano que vem.   Entre os homens, o tempo de maior destaque desta sexta foi o de César Cielo, que venceu no Open os 50 metros livre, com 22s48.   Pela manhã, Cielo fez um tempo inferior, de 22s65, mas venceu a prova válida pelo Brasileiro e de quebra pulverizou a marca de Nicolas dos Santos, que foi prata com 22s73, mesmo tempo do antigo recorde. Mesmo garantido na Olimpíada de Pequim, César Cielo obteve uma marca muito próxima ao índice, que é de 22s35. Cielo e Santos já estão confirmados na China no ano que vem.   Atualizado às 20h30 para acréscimo de informação

Tudo o que sabemos sobre:
NataçãoTroféu Júlio de Lamare

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.