Ministro contesta valor de investimento

O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, disse nesta terça-feira que o governo federal não cogitou investir cerca de R$ 800 milhões para a realização dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, contestando o valor revelado pelo Estado nesta terça. Frisou ter sido mal interpretado quando abordou o tema, durante a Assembléia Geral da Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa), que termina nesta quarta no Rio. De acordo com o ministro do Esporte, ao falar sobre o valor de R$ 800 milhões, se referiu ao fato de esta quantia ser o montante inicial previsto para a realização dos Jogos Pan-Americanos. Hoje, a competição, como revelou o Estado em junho, já atingiu a cifra de R$ 3 bilhões. "O valor citado, de R$ 800 milhões, se refere ao orçamento inicial total dos Jogos Pan-Americanos Rio 2007 e não apenas aos novos recursos que serão bancados pelo governo federal", escreveu em carta enviada ao Estado pela assessoria de Comunicação do Ministério do Esporte. O valor oficial a ser investido pelo governo federal deverá ser conhecido na quinta, durante um encontro entre os presidentes do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, e da Odepa, Mario Vazquez Raña, em Brasília. A princípio, foi pedido à União uma participação no orçamento de cerca de R$ 636 milhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.