Ministro dos Esportes devolve seu cartão corporativo

Orlando Silva diz que, além de devolver o cartão, pagou todas as despesas, mas como forma de protesto

07 de fevereiro de 2008 | 19h57

Na tentativa de evitar qualquer tipo de problema ou envolvimento de seu nome numa possível CPI dos cartões corporativos, o Ministro dos Esportes, Orlando Silva (PC do B), divulgou um comunicado oficial, através de sua assessoria de imprensa, nesta terça-feira, para dizer que seu cartão corporativo foi devolvido na última sexta-feira (01/02), e os gastos, estimados em R$ 30.870,38 (desde 2006) foram pagos em sua integralidade.Veja também:  Entenda o que são os cartões corporativos do governo  OAB quer investigar uso de cartão corporativo nos Estados Governo quer indicar aliados em postos-chave da CPI dos cartões  Tucano inicia ofensiva pela CPI mista dos cartões  Líder do governo protocola pedido de CPI dos cartões  Após denúncia, governo publica mudanças para cartõesMinistros não serão obrigados a devolver cartão corporativoA atitude de Orlando Silva parece ser um pouco precipitada já que, nesta quinta-feira, a recomendação do Governo é para que o cartão não seja mais utilizado até que todas as investigações sobre seu respectivo uso sejam concluídas. Mesmo assim, o ministro optou pela devolução do mesmo, uma vez que seu nome foi mencionado dentre aqueles que estariam utilizando o cartão para gastos pessoais. De acordo com Orlando Silva, o pagamento das contas foi um gesto de "indignação diante da manipulação na divulgação das despesas efetuadas no exercício da função e no cumprimento de agendas de trabalho da pasta", e não como sendo um atestado que utilizou o cartão para gastos de ordem pessoal. Além disso, o ministro criticou o informe lançado pelo Portal da Transparência, no dia 22 de outubro do ano passado, que demonstrava, segundo ele, gastos lançados de forma errônea. Em contrapartida, o Ministro dos Esportes confirmou que utilizou o cartão corporativo durante sua estadia no Rio de Janeiro entre os dias 14 a 18 de janeiro deste ano. No informe, Orlando Silva ressalta que estava na cidade para atender a compromissos de sua agenda.Confira o comunicado na íntegra: Na última sexta-feira (01/02) tomei a decisão de devolver todas as despesas que fiz com o Cartão de Pagamentos do Governo Federal desde 2006. Adotei esta atitude diante das divergências de opiniões sobre o que pode e o que não pode ser pago com este instrumento. É importante ressaltar, antes de qualquer outra consideração, que defendo o uso do cartão porque permite a transparência e o controle dos gastos públicos.O ato unilateral de restituição aos cofres públicos do que gastei foi um gesto de indignação diante da manipulação na divulgação das despesas efetuadas no exercício da função e no cumprimento de agendas de trabalho da pasta. Percebi que não bastava fornecer a informação adequada, como foi o caso da devolução, por minha iniciativa, em outubro do ano passado, dos R$ 8,30 que paguei em Brasília com o cartão do Governo. Também de nada adiantou demonstrar, mais de uma vez, que gastos efetuados em dias diferentes foram lançados erroneamente no Portal da Transparência no mesmo dia (22 de outubro). Tenho convicção de que os gastos foram feitos dentro da legalidade, tanto que já me coloquei à disposição da Controladoria-Geral da União, do Tribunal de Contas da União, do Ministério Público e do Congresso Nacional para prestar quaisquer esclarecimentos sobre a matéria. Em matéria publicada hoje na imprensa, vejo a tentativa de envolver meus familiares neste assunto, o que reforça a minha convicção de que tomei a decisão mais adequada de recolher aos cofres públicos todas as despesas que fiz com o Cartão de Pagamentos do Governo Federal. Realmente, hospedei-me no Plaza Copacabana Hotel no período de 14 a 18 de dezembro de 2007, porque cumpri uma agenda de compromissos no Rio de Janeiro, que foi amplamente acompanhada pela imprensa esportiva, colunas e sites.Aguardarei a manifestação dos órgãos de controle para adotar as medidas administrativas cabíveis. Ministro do EsporteOrlando Silva JuniorSegue abaixo a agenda no período citado acima:14/12/07 - Rio de Janeiro - Solenidade em que o ministro recebeu o prêmio Personalidade do Ano da Associação Brasileira de Marketing e Negócios, no Rio de Janeiro.15/12/07 - Rio de Janeiro - Comemorações do Centenário de Oscar Niemeyer17/12/07 - Rio de Janeiro - 9h30 - Visita ao Diário Esportivo Lance   - 18h - solenidade de entrega do Prêmio Brasil Olímpico 2007, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro.18/12/07 - Rio de Janeiro 9h - reunião com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) 11h - reunião de trabalho com os presidentes das Confederações e o COBN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.