Loic Venance/AFP
Loic Venance/AFP

Ministro pede que esporte francês preste tributo a atletas mortos

Aproximadamente 400 pessoas prestaram homenagens aos atletas

Estadão Conteúdo

11 Março 2015 | 16h13

O trágico acidente de helicóptero que matou oito franceses, sendo três atletas, segue comovendo o país. Nesta quarta-feira, aconteceu em Paris uma cerimônia de homenagem à nadadora Camille Muffat, o boxeador Alexis Vastine e a velejadora Florence Arthaud, mortos na localidade argentina de Villa Castelli, ao norte da Argentina, quando participavam da gravação de um reality show.

Entre os presentes na cerimônia, o ministro do Esporte da França, Patrick Kanner, discursou e pediu que o esporte do país homenageie os três atletas que faleceram de forma tão trágica na segunda-feira. "Estamos destruídos pela tristeza. Foi um pequeno pedaço da França que desapareceu na Argentina", disse Kanner.

Cerca de 400 pessoas, incluindo parentes das vítimas, esportistas e fãs, estiveram presentes no Instituto Nacional Francês do Esporte para prestarem tributo a Muffat, Vastine e Arthaud. Algumas autoridades do país pediram a palavra, entre elas o secretário do Estado para o esporte, Thierry Bawler. "Estas três estrelas estarão para sempre em nossas memórias".

Além de discursar, Bawler precisou consolar o ex-atacante da seleção francesa Sylvain Wiltord. O ex-jogador do Arsenal e do Lyon seria outro participante do reality show e não estava nos helicópteros que se chocaram apenas por questão de logística, assim como o nadador Alain Bernard. Nesta quarta, se mostrou extremamente emocionado durante a cerimônia.

O acidente da última segunda continua sendo investigado e, até o momento, as autoridades argentinas consideram a possibilidade de um redemoinho ou até de falha humana. As imagens do choque mostram os dois helicópteros se aproximando cada vez mais, sem motivo aparente, até baterem.

No total, morreram oito franceses e os dois pilotos argentinos. Aos 25 anos, Camille Muffat era considerada a principal nadadora do país, tendo conquistado o ouro nos 400 metros livre, a prata nos 200 metros livre e o bronze no 4x200 metros livre nos Jogos de Londres, em 2012. Alexis Vastine, de 28 anos, foi medalhista de bronze na edição de 2008 da Olimpíada, em Pequim. Já Florence Arthaud era velejadora e tinha 57 anos.

CAMPEONATO FRANCÊS
No que depender da Federação Francesa de Futebol, o pedido de Patrick Kanner será atendido. Também nesta quarta-feira, a entidade anunciou que todas as partidas da rodada do fim de semana do Campeonato Nacional terão um minuto de silêncio, em homenagem às vítimas, antes do apito inicial. "A família do futebol francês quer afirmar seu apoio às famílias e aos entes queridos das vítimas", explicou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.