Minuzzi será operado, mas pode voltar

Roberto Minuzzi, atacante do Minas e da seleção brasileira de vôlei, será operado nesta sexta-feira, em São Paulo, pelo médico José Pedro Silva. Apesar do problema cardíaco, o cardiologista da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), João Olyntho, confirmou que o jogador de 23 anos poderá voltar normalmente às quadras, o que deve ocorrer só em 2006.Uma das promessas do vôlei brasileiro, Minuzzi foi eleito o melhor atacante da última Superliga, que acabou no mês passado, e já fazia parte da seleção comandada pelo técnico Bernardinho. "É um fato concreto. Vou voltar a jogar", garantiu o jogador, em entrevista coletiva nesta terça-feira, na sede da CBV, no Rio.Em um exame de ecocardiograma, realizado há dez dias no Centro de Treinamento da CBV, em Saquarema, foi detectado que Minuzzi tem um aneurisma na parte restrita da aorta (maior artéria do corpo humano) ascendente.A operação, que vai durar cerca de 4 horas, servirá para a colocação de um tubo na artéria, por meio de cateter. "A expectativa é de que ele volte a praticar o esporte no mesmo nível ou até melhor", disse o médico João Olyntho, afirmando que 75% das pessoas que sofrem dessa doença são idosas e as outras 25% têm predisposição genética."Em qualquer cirurgia existe risco. Mas no caso de Roberto Minuzzi é muito baixo. Se essa dilatação não fosse corrigida, ele poderia morrer em quadra", revelou o médico da CBV.Minuzzi contou que ficou assustado quando ficou sabendo da sua doença. Mas já está mais tranqüilo. "Esses exames salvaram minha vida. Foi um achado. Quem pensou que eu chegaria aqui cabisbaixo e depressivo, se enganou", afirmou o jogador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.