Missão de Chicão: parar Adriano

Zagueiro será o responsável pela marcação do atacante são-paulino

Vítor Marques, O Estadao de S.Paulo

25 de janeiro de 2008 | 00h00

Na avaliação do técnico Mano Menezes, o Corinthians terá de mudar seu estilo de jogo para encarar o rival São Paulo, domingo, no Morumbi. Para o zagueiro Chicão, essa ?adaptação? tem nome: Adriano. "O perigo é o Adriano girar e chutar. Ele protege demais a bola e isso pode nos complicar", define o zagueiro, que será o responsável pela marcação do Imperador. "Espero corresponder à altura."Depois de rodar por três times do interior de São Paulo, Chicão vê o clássico como a realização de um sonho. "Trabalhei muito para chegar a uma equipe grande. Era meu objetivo", afirma o ex-zagueiro de Mogi Mirim, Portuguesa Santista e América de Rio Preto, que disputou o último Brasileiro pelo Figueirense.Mas o São Paulo não é favorito apenas por ter Adriano, avaliam os corintianos. "Eles mantiveram uma base, já se conhecem e as jogadas fluem melhor", analisa o volante Perdigão. Segundo ele, o adversário de domingo é o melhor rival a ser batido. "Se você vence o São Paulo ganha credibilidade, todos falam bem de você."No confronto de domingo, o técnico Mano Menezes ainda não poderá contar com Suárez, Herrera e Fabinho, todos com problemas de documentação. Por "motivos pessoais", o goleiro Felipe não apareceu no clube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.