Mitt Romney cria polêmica com britânicos em Londres

Candidato à presidência nas próximas eleições americanas, político não confia na organização dos Jogos

AE-AP, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 09h35

LONDRES - Enquanto a primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, representa o marido nos Jogos de Londres, o candidato republicano à sucessão de Barack Obama, Mitt Romney, cria polêmica na sua passagem pela Grã-Bretanha. Organizador dos Jogos de Inverno de Salt Lake City, em 2002, ele criticou a organização da Olimpíada londrina e foi duramente rebatido.

Em entrevista à rede de televisão NBC, nesta sexta-feira, ele mostrou ceticismo com a organização dos Jogos de Londres. "É difícil saber bem o que vai acontecer. Há algumas coisas que foram desconcertantes. As histórias sobre a empresa de segurança privada não ter pessoal suficiente e a suposta greve dos funcionários da imigração e alfândega não são animadores", comentou Romney, criando antipatia na sua primeira viagem internacional como postulante à Casa Branca.

Foi o suficiente para que as respostas atingissem o peito de Romney. "Tem um cara chamado Mitt Romney que quer saber se nós estamos prontos. Nós estamos prontos? Sim, nós estamos", disse o prefeito de Londres, Boris Johnson.

Mais dura foi a resposta do primeiro ministro britânico, James Cameron. "Estamos organizando os Jogos Olímpicos em uma das cidades mais ativas e dinâmicas do mundo. Claro que seria mais fácil organizar os Jogos no meio de nada", comentou o chefe de governo da Grã-Bretanha.

A referência é clara aos Jogos de Salt Lake. Na ocasião, Romney era o presidente do Comitê Organizador Local e teve que se virar para, de última hora, conseguir cerca de US$ 600 milhões com o governo federal para conseguir fechar as contas e preparar a cidade do estado de Utah para receber a competição.

Mitt Romney também tem sido notícia em Londres porque é da mulher dele o cavalo com a qual Zara Phillips, a neta da rainha, vai competir no Conjunto Completo de Equitação (CCE) nos Jogos de Londres. O cavalo recebe tratamento personalizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.