Mônaco vai celebrar ?Oscar do Esporte?

Os principais esportistas do mundo estarão reunidos nesta terça-feira no elegante ginásio Grimaldi Forum, no Principado de Mônaco, na entrega do "Oscar do Esporte", como já vem sendo chamado o evento promovido pela World Sports Academy. Na principal categoria das sete que serão premiadas, a de "Esportista do Ano", há cinco candidatos: o golfista Tiger Woods, vencedor no ano passado, o piloto Michael Schumacher, os nadadores Ian Thorpe, da Austrália, e Pieter Van Den Hoogenband, Holanda, e o remador Steve Redgrave, da Inglaterra.Não é por acaso que a instituição criada pelo sul-africano Ian Banner tem a palavra academia no nome, assim como o mês escolhido, maio, para a premiação dos melhores do esporte, não é aleatória. Tudo tem a ver com o que se faz do outro lado do continente europeu, na América do Norte. Só que em vez de esporte, a Academia de Hollywood tem como objeto de premiação o cinema. E olha que a World Sports Academy em termos de gente famosa não deve nada a sua correlata da Califórnia.Banner instituiu, com a devida concordância, claro, 39 membros honorários na sua academia, todos com a mais elevada história na sua atividade e aceitação popular. Exemplos de "embaixadores" da academia de esportes: os ex-jogadores de futebol Pelé e Franz Beckenbauer, o atleta norte-americano Edwin Moses, hoje principal dirigente da academia, o campeão de salto com vara Sergei Bubka, da Ucrânia, a ginasta Nadia Comaneci, o ex-ciclista Miguel Indurain, o rei das quadras de basquete Michael Jordan, e as legendas da natação Mark Spitz, do tênis, Boris Becker e Martina Navratilova, e do esqui na neve Alberto Tomba. Pelé e Emerson Fittipaldi, outro membro da academia, estarão no evento desta terça-feira à noite. Um pouco antes, porém, Pelé participará de uma partida de futebol beneficente, ao lado do príncipe Albert, Michael Schumacher e outros pilotos e jogadores, em Mônaco mesmo.Junto de dois novos "sócios", os grupos DaimlerChrysler, dono da Mercedes, e Richemont, da marca Cartier, a World Sports Academy criou o Laureus Sport for Good Foundation´s. Hoje essa nova instituição, que também conta com apoio do Deutsche Bank, subvenciona programas esportivos para crianças carentes na República Tcheca, nos Estados Unidos, na Alemanha, Irlanda do Norte e no Kenya. Alguns de seus "embaixadores" visitam com frequência esses programas, como Edwin Moses, Boris Becker e o ex-jogador inglês Bobby Charlton.Curiosamente a imprensa européia não tem dado grande destaque ao evento desta noite, a entrega do "Oscar do Esporte." Não há acontecimento capaz de reunir tantos superesportistas da atualidade e do passado como a premiação da World Sports Academy. Até o príncipe Rainier Grimaldi II estará presente, o que obriga todos usarem traje de gala na cerimônia. Além da indicação dos melhores homens esportistas do ano, há ainda mais seis categorias em disputa: a melhor mulher, onde Marion Jones, vencedora da primeira edição do prêmio, ano passado, pode repetir o sucesso, a melhor equipe, em que o time de futebol da França é o favorito. Mais: a última grande revelação, maior esportista paraplégico, personalidade do esporte, sempre na última temporada, e por fim uma premiação a algum esportista do passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.