Moncho aposta em novatos

Técnico quer valorizar jovens talentos na seleção

Entrevista com

Amanda Romanelli, O Estadao de S.Paulo

20 de maio de 2009 | 00h00

O técnico da seleção masculina de basquete, Moncho Monsalve, termina sua passagem pelo País na sexta-feira. Um dia antes, porém, faz a primeira convocação do ano. Chamará o grupo que disputará três competições preparatórias - Torneio Internacional de Lisboa, Jogos da Lusofonia (em Portugal) e o Super Four (na Argentina). O principal campeonato do ano é a Copa América, que dará quatro vagas para o Mundial da Turquia, em 2010. Os EUA, campeão olímpico, já está garantido."Vamos fazer o que Espanha, Itália, Argentina, algumas das melhores seleções do mundo, fazem. Uma primeira lista, com jovens talentos e outros mais experientes e, depois, a lista final." Sobre a convocação de amanhã, que será divulgada no início da tarde na sede da Confederação Brasileira, no Rio, Moncho faz poucos comentários. "Mas haverá surpresas."O técnico sinaliza que nomes pouco conhecidos da seleção adulta podem estar na lista. Para Moncho, é hora de aproveitar talentos vindo da base."O Brasil foi o quarto colocado no Mundial Sub-19 (realizado em 2007, na Sérvia). Aonde estão esses jogadores? Precisamos aproveitá-los." Moncho citou alguns exemplos, como o ala Betinho, de 20 anos, do Winner/Limeira, e os pivôs Mineiro (do Paulistano/Amil) e Paulo Prestes, o Paulão, que joga no Clínicas Rincon Axarquia, de Málaga, Espanha.Outros jovens, como o ala Jonathan Tavernari (que esteve no Pré-Olímpico Mundial, na Grécia, em julho passado) e o ala-pivô Lucas Cipolini, que estão no basquete universitário norte-americano, também podem surgir, além de jogadores que estão disputando o Nacional Masculino. Caso do ala-armador Benite, do Pinheiros, com apenas 19 anos, eleito pelo técnico um dos destaques do torneio. "Também estou vendo o Jefferson (ala-pivô do Flamengo), um jogador bem diferente daquele da Copa América de 2005."O retorno de Moncho ao Brasil está marcado: 14 de junho. Então, deve fazer a segunda convocação. E aí, espera contar com os medalhões brasileiros. Leandrinho já garantiu presença na Copa América. Agora, o técnico espera por Nenê e Anderson Varejão. "Com certeza eles serão chamados." Resta saber se vão se apresentar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.