Montezemolo rejeita liderar campanha olímpica Roma 2020

O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, decidiu não aceitar uma proposta para liderar a campanha olímpica de Roma para organizar os Jogos Olímpicos de 2020, disse nesta segunda-feira o prefeito da cidade.

REUTERS

21 de fevereiro de 2011 | 13h11

Montezemolo, que organizou a Copa do Mundo de 1990 na Itália e é o presidente da Fiat, foi convidado para assumir o cargo de chefe da candidatura romana na semana passada, mas disse que só aceitaria se houvesse apoio do governo e os recursos necessários disponíveis.

"Lamento que Luca di Montezemolo tenha decidido que não tem condições para aceitar o cargo", disse o prefeito Gianni Alemanno a repórteres.

Roma venceu Veneza na concorrência interna da Itália para concorrer aos Jogos Olímpicos de 2020.

O Comitê Olímpico Internacional vai decidir em 2013 a sede dos Jogos de 2020. Cidades de Dubai e do Japão também devem concorrer.

(Por Mark Meadows)

Tudo o que sabemos sobre:
OLIMPROMAMONTEZEMOLO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.