Morre centenário atleta britânico que ganhou ouro em 1936

Godfrey Rampling tinha 100 anos de idade e era o último medalhista sobrevivente daqueles Jogos Olímpicos

EFE,

29 de junho de 2009 | 13h31

O mais veterano dos atletas olímpicos britânicos, Godfrey Rampling, pai da atriz Charlotte Rampling e ganhador com sua equipe de revezamentos de uma medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Berlim em 1936, morreu aos 100 anos de idade.

O atleta, que comemorou no mês passado seu centenário em companhia de sua filha e outros parentes e amigos, morreu em 20 de junho enquanto dormia no asilo de idosos de Bushey (Hertfordshire).

Rampling já tinha competido nos Jogos Olímpicos de Los Angeles (EUA) em 1932, nos quais ganhou uma medalha de prata na equipe de revezamentos de 4 x 400 metros, em uma competição vencida pelos atletas norte-americanos.

Quatro anos mais tarde, em Berlim, a equipe de Rampling conseguiu se impor aos seus rivais norte-americanos e fez-se com o ouro olímpico.

Rampling, que serviu 29 anos na Artilharia Real, onde conseguiu a categoria de coronel, era o último atleta ganhador de uma medalha de ouro sobrevivente daqueles Jogos, nos quais o lendário afro-americano Jesse Owens conseguiu quatro ouros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.