Morre no Rio o ex-zagueiro Moisés, campeão pelo Corinthians em 1977

Morreu ontem, aos 59 anos, vítima de câncer pulmonar, o ex-zagueiro Moisés. Jogador de estilo arrojado, ganhou fama de "xerifão" nos anos 70 e 80, por seu espírito de liderança. Ele integrou a equipe do Corinthians, que conquistou o Campeonato Paulista de 1977, quebrando um jejum de 22 anos.Teve passagens marcantes também no futebol carioca ao defender Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo e Bangu. O enterro foi à tarde, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, zona sul do Rio.Notabilizado pelo estigma de neutralizar os atacantes adversários a qualquer custo, foi autor da célebre frase "zagueiro que se preza não pode ganhar o Belfort Duarte", em referência ao prêmio conferido aos atletas mais disciplinados.Moisés Mathias de Andrade nasceu em Resende (Rio), no dia 30 de novembro de 1948. Começou no modesto Bonsucesso, time do subúrbio carioca. Pela seleção brasileira, participou de apenas um amistoso, contra a União Soviética, em 1973. Encerrou a carreira no começo dos anos 80 e logo assumiu o comando técnico do Bangu. Pelo time de Moça Bonita, foi vice-campeão brasileiro, em 1985 - perdeu a final num jogo com o Coritiba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.