Morre o primeiro homem a escalar o Monte Everest

Sir Edmund Percival Hillary falece aos 88 anos, na cidade de Auckland, na Nova Zelândia

10 de janeiro de 2008 | 21h07

O primeiro homem a escalar o Monte Everest, Sir Edmund Percival Hillary, faleceu na noite desta quinta-feira aos 88 anos de idade, na cidade de Auckland, na Nova Zelândia.   Veja também:  Imagens históricas do desbravador do Monte Everest O feito do neozelandês Hillary foi realizado no dia 29 de maio de 1953, quando conseguiu chegar ao cume do monte, a 8.850 metros de altitude. Ele foi acompanhado em sua excursão pelo sherpa Tenzing Norgay, outra lenda do alpinismo.A saúde de Sir Edmund havia piorado consideravelmente desde abril do ano passado, quando ele sofreu uma queda durante uma visita ao Nepal. O alpinista recebeu o título de cidadão nepalês em 2003 pelo seu feito histórico. Desde que conseguiu escalar o Everest, Sir Edmund dedicou sua vida para ajudar os sherpas (guias) da região Kumbu do Nepal, mas sem muito sucesso pela inconsistência política do local. Mesmo assim, o pioneiro conseguiu arrecadar fundos para construção de escolas e melhoramento da infra-estrutura da região através da sua fundação, que leva seu nome.   Sir Edmund Percival Hillary foi nomeado cavaleiro da Ordem do Império Britânico em 16 de julho de 1953; membro da Ordem da Nova Zelândia em 1987 e, finalmente, membro da Ordem da Jarreteira em 23 de abril de 1995.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.