Morte de técnico adia jogo na Superliga

Wadson Lima, ex-técnico da seleção brasileira feminina de vôlei, morreu neste sábado, em Belo Horizonte, vítima de complicações após uma cirurgia para a extração de uma pedra na vesícula. Wadson tinha 52 anos e atuava como coordenador-técnico do Sesi Esporte, de Minas. O time de Uberlândia, que disputa a Superliga Feminina, teve adiado o seu jogo contra a MRV/Minas, que seria neste sábado.O treinador foi internado no hospital Biocor, de Belo Horizonte, no dia 27 de dezembro para a cirurgia, mas sofreu uma parada cardíaca, ficando em estado de coma induzido. Como tinha febre, Wadson voltou à sala de cirurgia na sexta-feira.Wadson foi quarto colocado na Olimpíada de Barcelona, em 1992, com a seleção brasileira feminina. Deixou o comando do time em 1993, após divergências com a geração de Ana Moser, mas seguiu como treinador em várias seleções de base, assim como em equipes mineiras. Comandou o time juvenil que representou o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de São Domingos, em 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.