Mósca põe fim a reinado de Gustavo

Gustavo Borges perdeu os 200 metros, livre, hoje, após uma hegemonia de dez anos no Troféu José Finkel (em piscina de 25 m), no Clube Internacional de Regatas, em Santos (SP). Desde 1992, Gustavo não era batido em uma final no Brasileiro de piscina curta. Mas hoje perdeu o primeiro lugar no pódio para Rafael Mósca, de 19 anos, do Flamengo, que nadou em 1min47s54. Alexandre Andrade, também do Flamengo, foi o segundo (1min47s58), com Gustavo em terceiro (1min47s64). Dono de 3 medalhas olímpicas e 15 pan-americanas, Gustavo disse que está cansado, precisando de férias, por causa do Mundial de Moscou, no início de abril. Dez anos mais velho que Mósca, elogiou a disputa "acirrada". As meninas do Flamengo - Mariana Brochado, Denise Oliveira, Márcia Barroso e Monique Ferreira - quebraram o recorde sul-americano do revezamento 4x200 m, livre, com 8min07s22. O tempo é 13 centésimos de segundo melhor que a marca anterior, da seleção brasileira, com Monique e Denise, mais Paula Baracho e Tatiana Lemos. Outro recorde, do torneio, foi batido por Alexandre Massura, do Minas Tênis, nos 50 m, costas, com 28s96. O Flamengo lidera a competição (969 pontos), à frente do Minas (713) e do Pinheiros (574).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.