Motivado, Brasil vai à quadra atrás da quarta vitória

Hoje à noite, contra a forte Romênia, meta da seleção, líder do Grupo C, é se manter invicta no Mundial feminino

O Estado de S.Paulo

08 de dezembro de 2011 | 03h03

O Brasil quer usar como motivação a vitória sobre a França, atual vice-campeã do mundo, para chegar às oitavas de final do Mundial Feminino de Handebol como primeira colocada do Grupo C. Hoje, a seleção enfrenta a Romênia, no Ginásio do Ibirapuera, às 19h45.

As romenas, que ficaram com o bronze no Campeonato Europeu, estão na segunda posição - após três jogos, somam cinco pontos, com duas vitórias e um empate. As brasileiras, que já estão garantidas na fase seguinte, têm 100% de aproveitamento, com seis pontos em três jogos.

"Vamos jogar contra uma equipe que ficou em terceiro lugar no Europeu do ano passado. É um time de qualidade, que tem história no handebol feminino", disse o técnico Morten Soubak.

O dinamarquês pede que as brasileiras esqueçam a histórica vitória sobre a França - o time perdia por 17 a 10 no fim do primeiro tempo e virou o placar para 26 a 22 -, ocorrida na noite de terça-feira, e se concentrem nas rivais desta quinta.

"Essa vitória nos manteve bem no objetivo de se classificar com o primeiro lugar do grupo, mas temos de pensar jogo a jogo", comentou a ponta Alexandra. "Vamos entrar como se fosse uma final", afirmou Soubak.

As atletas do Brasil não escondem que o "fator casa" tem sido fundamental para a boa campanha da equipe - o principal objetivo é superar a melhor campanha da equipe é o 7.º lugar de 2005.

"A torcida tem sido nossa oitava jogadora em quadra", disse Alexandra, lembrando do jogo contra a França. "Quando saímos de quadra no intervalo, ouvimos muitos gritos de incentivo. Isso nos deu força para levantar a cabeça e acreditar na vitória."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.