MotoGP ainda espera contar com Kawasaki em 2009

O dono dos direitos comerciais da MotoGP, Carmelo Ezpeleta, afirmou nesta quinta-feira que ainda tem esperanças de contar com a Kawasaki na categoria em 2009, e ameaçou entrar na Justiça Comum contra a montadora japonesa para ser ressarcido de eventuais prejuízos."Há um acordo assinado no ano passado em que todos os fabricantes se comprometem a permanecer até 2011, e em setembro todos disseram, inclusive a Kawasaki, com quantas motos iriam competir", contou o dirigente em entrevista à revista Autosport.A montadora japonesa anunciou na semana passada sua saída da categoria, por causa das perdas sofridas com a crise financeira internacional, decisão que deixou o grid com apenas 17 motos. Ezpeleta afirmou ainda que, se a montadora voltar para disputar esta temporada, estará dispensada de cumprir o acordo nos próximos dois anos."Acho que tudo pode se resolver. Precisamos resguardar os direitos de John Hopkins e Marco Melandri", afirmou o dirigente, citando os dois pilotos que tinham contrato com a equipe para a temporada. "O problema é deles, mas, se não correrei, eu os levarei ao tribunal", avisou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.