Mourinho critica Kaká, mas meia está no banco hoje

Técnico do Real acusa brasileiro de ter culpa no gol de empate do CSKA. Barça pega um Atlético de Madrid de alma nova

MADRI, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2012 | 03h04

O técnico José Mourinho tem dois desfalques importantes para escalar a equipe do Real Madrid, hoje, contra o Rayo Vallecano, em partida da 24.ª rodada. Di Maria e Benzema, machucados, estão fora da partida no campo do adversário.

Outro problema do treinador português é Kaká. Mourinho culpa o meia brasileiro por sua "passividade", o que teria provocado o gol de empate da equipe russa do CSKA, no último minuto do jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, na terça-feira, em Moscou, e que terminou em 1 a 1.

Kaká entrou em campo aos 35 minutos do segundo tempo, e, de acordo com Mourinho, teria ficado ficou parado enquanto o ataque do CSKA se movimentava a partir de uma jogada de falta batida por Dzagoev e complementada por Wernbloom.

Mas apesar da falta de paciência com a "passividade" do jogador brasileiro, Mourinho o convocou para ficar no banco na partida de hoje.

O time de Madri tem dez pontos de vantagem sobre o rival Barcelona (61 a 51), que terá um difícil compromisso frente ao Atlético de Madrid, que, desde a entrada do argentino Diego Simeone na direção da equipe, há sete rodadas, não sabe o que é derrota e só sofreu um gol, passando a ocupar a 7.ª colocação, com 32 pontos, mesma pontuação do Levante, o último da zona de classificação para a Liga Europa.

"Este Atlético de Simeone tem alma. É uma equipe intensa e agressiva. Além disso, tem o colombiano Radamel Falcao, que considero o melhor jogador de área do mundo", o treinador do Barcelona, Pep Guardiola avalia assim seu adversário de hoje.

Já para o meia catalão Iniesta a desvantagem de 10 pontos em relação ao líder Real Madrid não desanima o time, "Estamos com 10 pontos de desvantagem, mas, para nós, o campeonato continua aberto. Precisamos somar três pontos de cada vez e lutar sempre", disse o jogador, que para uma vitória sobre o Atlético de Madrid aposta em mais uma boa atuação da equipe catalã e de Lionel Messi, autor de quatro gols na goleada sobre o Valencia, por 5 a 1, Ontem, na abertura da rodada, o Racing Santander empatou com Sporting Gijón por 1 a 1, mesmo placar de Real Betis e Getafe. Já o Málaga goleou o Zaragoza por 5 a 1.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.