Mourinho irrita técnicos italianos

José Mourinho é técnico vencedor, está a ponto de levar a Inter de Milão ao quarto título nacional consecutivo, tem ar sisudo e cara de poucos amigos. É benquisto por jogadores e dirigentes. Mas, pelo jeito, não está com ibope em alta entre seus colegas italianos.O erudito português, que recebeu anteontem o título honoris causa de doutor pela Universidade Técnica de Lisboa, instituição pela qual se formou há mais de 20 anos em educação física e esporte, andou dizendo que, em muitos times italianos, quem escala é o presidente do clube e não o treinador. O comentário, como era de se esperar, não agradou a seus colegas de profissão. "Me surpreende que ele tenha esse tipo conhecimento. Não me pareceu muito elegante ou educado", rebateu o técnico do Napoli, Roberto Donadoni, quem, desde que assumiu o time no início do mês, vem tendo no banco a companhia do presidente do clube, Aurelio De Laurentiis. "As declarações de Mourinho foram patéticas", fez coro Massimiliano Allegri, treinador do Cagliari. "Foi uma falta de respeito."Dr. Mourinho também se queixa do tratamento recebido pela imprensa italiana. Por essas e outras, já há quem comente que o vitorioso treinador deixará a Itália na primeira oportunidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.