Movimento em Heathrow dá lucro à administradora do aeroporto

Nesta quarta-feira a BAA, administradora dos aeroportos britânicos, relatou um aumento de 8,8 por cento no lucro do primeiro semestre, decorrente do maior crescimento de seu movimentado terminal de Heathrow, em Londres.

RHYS JONES, Reuters

25 de julho de 2012 | 10h17

A empresa, de propriedade do grupo espanhol Ferrovial, informou ganhos de 555,2 milhões de libras (cerca de 862,03 milhões de dólares nos seis meses corridos até o final de junho, ainda não descontados juros, impostos, depreciação e amortização, com um aumento de 8,4 por cento na renda, totalizando 1,16 bilhão de libras.

A renda foi reforçada por um aumento nas taxas das companhias aéreas e um aumento de 2,4 por cento nas vendas no varejo.

Heathrow, o aeroporto mais movimentado da Europa, recebeu 33,6 milhões de passageiros no período - aumento de 2,2 por cento em relação ao mesmo período do ano passado - e foi ajudado por um grande fluxo vindo do Atlântico Norte, que aumentou 4,7 por cento.

A BAA espera alcançar um Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) de 1,27 bilhão de libras no ano em relação a uma renda de 2,5 bilhões de libras, o que se alinha com suas previsões.

A administradora dos aeroportos disse que até agora Heathrow tem lidado bem com o aumento de passageiros gerado pela Olimpíada.

"Estamos satisfeitos porque as chegadas relacionadas com os Jogos correram bem, por hora, mas há muito a fazer. Londres 2012 é o maior desafio de transportes da Grã-Bretanha em tempos de paz, e estamos gastando mais de 20 milhões de libras para que Heathrow esteja pronta para seu período mais movimentado em toda a história", afirmou o executivo-chefe Colin Matthews.

Tudo o que sabemos sobre:
OLIMPAEROPORTOLUCRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.