Mundial de Atletismo terá detector de metal em Moscou

Assustada pelas bombas na Maratona de Boston, a organização do Mundial de Atletismo vai instalar detectores de metal nas entradas do Luzhniki Stadium, em Moscou. O local receberá quase todas as provas da competição, com exceção das maratonas. O Mundial será disputado entre os dias 10 e 18 de agosto.

AE-AP, Agência Estado

25 de abril de 2013 | 15h21

A informação foi anunciada nesta quinta-feira por Mikhail Butov, secretário-geral da Federação Russa de Atletismo. Segundo o dirigente, os detectores vão reforçar a segurança da competição, apesar de não afetar diretamente a disputa das maratonas, que serão realizadas ao ar livre.

Segundo Butov, a maratona russa oferece menos riscos por ser disputada em circuitos limitados entre o Kremlin, residência oficial do presidente russo, e a área ao redor do estádio.

A maratona do Mundial será motivo de expectativa em razão dos atentados à bomba na prova disputada em Boston, uma das mais tradicionais do mundo, na segunda-feira da semana passada. Na ocasião, duas bombas explodiram próximas à linha de chegada da corrida, causando a morte de três pessoas e deixando mais de 180 feridos.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMundial de Moscousegurança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.