Mundial de Vôlei de Praia em Copacabana

Começa nesta terça-feira no Rio o Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, importante na qualificação das duplas para a Olimpíada de Atenas. Participarão do torneio, considerado o maior do mundo, 48 duplas de mais de 20 países. A competição é a que mais distribui pontos no Circuito Mundial e será iniciada com a disputa feminina, que termina no dia 12. A masculina vai de 14 a 19 de outubro. As partidas acontecerão na Praia de Copacabana, em uma quadra principal, com capacidade para 8 mil espectadores, e três quadras de apoio, diante de uma arquibancada para 400 pessoas. Entre 1987 e 1995, o Brasil foi sede de edições anuais do campeonato. A partir de então, a competição passou a ocorrer a cada dois anos, em países diferentes. Em 1997, a sede foi Los Angeles. Em 1999, o torneio aconteceu na França. Em 2001, na cidade de Klagenfurt, na Áustria, a final feminina foi disputada por duas duplas brasileiras: Adriana Behar e Shelda sagraram-se bicampeãs mundiais após terem derrotado Sandra e Tatiana. Na masculina, o Brasil foi medalha de prata com Ricardo e Loiola, superados pelos argentinos Conde e Baracetti. Também pentacampeãs do Circuito Mundial, Adriana e Shelda tentam mais um título este ano. Elas terão pela frente as líderes do ranking mundial, Sandra e Ana Paula, e as duplas Jacqueline e Juliana, Alexandra e Tatiana, Renata e Shaylyn, além de Mônica Rodrigues e Ângela. As principais rivais das duplas femininas do Brasil são as norte-americanas Walsh e May, dos Estados Unidos, que venceram quatro etapas do Circuito Mundial este ano, as chinesas Tian Jia e Wang Fei, que vencerem as etapas realizadas na Itália e Indonésia, as australianas Sanderson e Nat Cook, campeã olímpica, as holandesas Kadijk e Leenstra, campeãs da etapa da China, as cubanas Larrea Peraza e Fernández Grasset, campeãs pan-americanas, e as mexicanas García e Gaxiola, vice-campeãs do pan. Entre os homens, destaque para os líderes do ranking, Ricardo e Emanuel, os vice-líderes, Márcio e Benjamin, os campeões da etapa Grand Slam na Alemanha, Harley e Franco, a dupla que levou medalha de ouro no Mundial sub-21 em 2001, Pará e Anselmo, e os medalhistas de prata nos Jogos Pan-Americanos de São Domingos, Fábio Luiz e Paulo Emílio. O campeão olímpico de vôlei Tande jogará ao lado do bicampeão mundial sub-21 Pedro Cunha. Seus principais oponentes são os irmãos Martin e Paul Laciga, da Suíça, e Baracetti e Conde, da Argentina, atuais campeões do Circuito Mundial, que defenderão o título do campeonato conquistado na Áustria. Adversários tradicionais, os Estados Unidos estarão presentes com Blanton e Nygaard, vencedores da etapa da Grécia, e o medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos de Sydney, Eric Fonoimoana, formando dupla com Wong.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.