Mundial dos ''recordes'' começa em Paris

A seleção brasileira de judô começa na madrugada desta terça-feira (a partir das 4 horas de Brasília) a disputa do Mundial de Paris, última grande competição antes da Olimpíada de Londres, em 2012.

Amanda Romanelli, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2011 | 00h00

O torneio, que será realizado até domingo no Palais Omnisports, será o de maior pontuação até Londres e terá participação recorde, com quase mil atletas de 136 países. O Brasil terá 19 judocas, sua maior delegação na história. Pelo regulamento da competição, cada país pode inscrever até dois judocas por peso.

"Este é o último Mundial antes dos Jogos Olímpicos, então todas as equipes estão com a sua força máxima", explica Ney Wilson, diretor técnico da Confederação Brasileira de Judô (CBJ). "Por isso, o nível técnico será maior que o do Mundial do Japão, de dois anos atrás."

A categoria leve masculina (73 kg), na qual está o brasileiro Bruno Mendonça, é a que tem o maior número de atletas inscritos, com 101 judocas. "Para ser campeão, o judoca terá que fazer de sete a oito lutas, em apenas um dia", lembra Wilson. "É um desgaste muito grande."

Logo no primeiro dia de competições, com início das finais previsto para 10h30 (de Brasília), dois brasileiros medalhistas mundiais já entram em ação.

Na competição feminina, a ligeiro (48 kg) Sarah Menezes, de 21 anos, defende a medalha de bronze conquistada há dois anos. O meio-leve (60 kg) Leandro Cunha, vice-campeão no Japão, em 2009, também entra no tatame, assim como Leandro Kitadai, do peso ligeiro (60 kg).

Ney Wilson é otimista quanto a participação do País no Mundial francês. "Hoje temos uma equipe muito melhor preparada do que a que esteve no Japão. Estamos na fase de refinamento dos nossos atletas". Há dois anos, também foram medalhistas o meio-médio (81 kg) Leandro Guilheiro e a meio-pesado (78 kg) Mayra Aguiar, com prata.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.