Mundial registra 18 recordes

Desde fevereiro, 36 novas marcas foram estabelecidas

Manchester, O Estadao de S.Paulo

14 de abril de 2008 | 00h00

Mais seis novos recordes do mundo fecharam ontem o Mundial de Piscina Curta (25 m), de Manchester, Inglaterra. Foram 18 as marcas mundiais quebradas em cinco dias de competição. Isso eleva a 36 os recordes da temporada, desde fevereiro, em piscina curta e longa. O Brasil também deixou Manchester com o recorde sul-americano no revezamento 4 x 100 m medley. Guilherme Guido, Felipe Silva, Lucas Salatta e Fernando Silva ficaram em 6º (3min28s88), superando tempo das eliminatórias (3min29s74).O revezamento teve vitória e recorde mundial da Rússia: 3min24s29. Stanislav Donets, Sergey Geybel, Evgeny Korotyshin e Alexander Sukhorukhov superaram a marca (3min25s09), que era dos EUA.O americano Ryan Lochte - rival do brasileiro Thiago Pereira - foi o astro do Mundial, com 4 recordes e ouros e 2 pratas. Ontem, Lochte melhorou o próprio tempo das semifinais nos 100 m medley: 51s15.Entre as mulheres, o destaque foi Kirsty Coventry, do Zimbábue. Dos 18 recordes do Mundial, 17 foram quebrados por atletas com o maiô LZR Racer. Para Coventry, que baixou três recordes, as marcas devem ser atribuídas à importância da temporada e não ao maiô. ''É ano olímpico e todo mundo está nadando rápido.''Markus Rogan (AUS) quebrou o recorde dos 200 m costas (1min47s84). O brasileiro Lucas Salatta ficou em 8º.Outros recordes de ontem: Felicity Gálvez (AUS), nos 100 m borboleta (55s89), Sanja Jovanovic (CRO), nos 50 m costas (26s37) e Marleen Veldhuis (HOL), nos 50 m livre (23s25).O brasileiro Fernando Silva foi 8º nos 100 m livre (48s19). Adrian Nathan, dos EUA, (46s67) levou o ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.