Mundial sem novo bloco de partida

A Federação Internacional de Natação (Fina) decidiu na reunião de seu comitê executivo, em Dubai, Emirados Árabes Unidos, não adotar os novos modelos de blocos de partida no Mundial de Desportos Aquáticos, semelhantes às usadas nas largadas do atletismo. ""ão teremos em Roma as plataformas com apoio para colocar um pé atrás porque somente algumas federações, como a da França, conseguiram obtê-las. É a única razão para a anulação da decisão"" disse o diretor executivo da Fina, Cornel Marculescu. ""o Mundial (de 17 de julho a 2 de agosto) usaremos as mesmas plataformas utilizadas nas provas dos Jogos de Pequim"" disse o dirigente.Assim como as roupas de natação de tecido inteligente, os novos blocos de partida também causaram polêmica. Segundo especialistas, a principal consequência de sua adoção seria uma redução de cerca de meio segundo nos tempos dos atletas, com consequentes quebras de recorde mundiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.