Murer fatura bronze na Suécia e segue na briga pelo título da Diamond League

Fabiana Murer faturou a medalha de bronze na prova do salto com vara da etapa de Estocolmo da Diamond League, nesta quinta-feira, ao conquistar a marca de 4,71m. Com o resultado, a atleta brasileira se manteve com chances de lutar pelo seu segundo título da temporada na competição, que ela conquistou anteriormente em 2010.

Estadão Conteúdo

30 de julho de 2015 | 19h33

Atual vice-líder do ranking mundial, Murer foi superada nesta quinta apenas pela grega Nikoleta Kiriakopoulou, que ganhou a prata ao saltar 4,76m, e pela cubana Yarisley Silva, ouro com a marca de 4,81m.

Entre elas, Nikoleta, hoje líder da temporada, tinha a chance de faturar o título da temporada por antecipação nesta quinta, mas para isso ela teria de ter subido ao topo do pódio e Murer também alcançar no máximo a terceira posição. Porém, como o ouro ficou com Yarisley, a disputa do troféu de campeã da Diamond League no salto com vara ficou para a etapa de Zurique, na Suíça, em 3 de setembro.

Pelo terceiro lugar obtido nesta quinta, Murer contabilizou mais um ponto no ranking da temporada e chegou a dez, enquanto Nikoleta somou mais dois pela medalha de prata e passou a ostentar 16 na liderança. A vitória em uma etapa da Diamond League vale quatro pontos, mas na etapa final do ano, em Zurique, a pontuação é dobrada e com isso Fabiana terá a chance de chegar a 18 caso fique com o ouro na Suíça. Além de vencer, a brasileira precisa torcer para que a grega fique no máximo com o bronze.

Com sete pontos e na terceira posição no ranking, Yarisley já não tem mais chances de lutar pelo título da temporada, que até agora contou com seis etapas disputadas. Fabiana foi campeã em Birmingham e Nova York, enquanto Nikoleta ficou com o ouro em Xangai, Londres e Paris, onde a brasileira ficou com o bronze. Além disso, a brasileira faturou na semana a medalha de prata no Pan de Toronto, no Canadá, ao saltar 4,80m, a sua melhor marca no ano.

Essa foi a última competição de Murer antes da disputa do Mundial de Pequim, que será realizado entre 22 e 30 de agosto, e o técnico da atleta, Elson Miranda, comemorou o desempenho de sua pupila. "Eu gostei do resultado, a Fabiana está bem tecnicamente, só cansou um pouquinho no 4,81m. Agora ela vai fazer o treino de preparação para o Mundial, pensando na qualificação e na final. O Mundial é o objetivo mais importante do ano", ressaltou o treinador.

OUTRAS PROVAS - Outra atleta de destaque mundial que esteve em ação nesta quinta-feira na Suécia, a jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce conquistou o ouro na prova dos 100 metros. Campeã olímpica e mundial, ela cravou o tempo 10s93 para vencer com boa vantagem sobre a segunda colocada, a norte-americana Tori Bowie, que cronometrou 11s05. Já o bronze ficou com a jamaicana Natasha Morrison, que fechou a distância em 11s22.

Já na prova mais competitiva desta etapa de Estocolmo da Diamond League, com quatro dos cinco dos principais corredores dos 110 metros com obstáculos na temporada, o ouro ficou com o cubano Orlando Ortega, com o tempo de 13s18. Já a prata foi para o russo Sergey Shubenkov, apenas 0s04 atrás do vencedor, enquanto o norte-americano David Oliver ganhou o bronze, também bem próximo dos dois primeiros, com 13s24.

O brasileiro João Vitor de Oliveira participou da final B desta prova e ficou com o segundo lugar, com o tempo de 13s60, enquanto o norte-americano Jeff Porter venceu com 13s50.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoDiamond LeagueFabiana Murer

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.