Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
José Patrício/AE
José Patrício/AE

Muricy defende Ganso e Neymar pede fim da novela

'Vou procurar confortar e ficar do lado do jogador. Ele não foge nunca', disse o técnico do Santos

O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h03

SÃO PAULO - O técnico Muricy Ramalho defendeu o meia Ganso das críticas da torcida do Santos. "Realmente não é agradável. Convivo com isso há muito tempo, inclusive quando era jogador."

O treinador destacou que o camisa 10 foi um dos que se salvaram na derrota de ontem para o Bahia. "Vou procurar confortar e ficar do lado do jogador. Ele não foge nunca e procurou o jogo. Não se escondeu."

Neymar, que teve boa atuação e foi responsável pelas principais jogadas de ataque, como a assistência para o gol de André, também saiu em defesa de Ganso.

"É uma coisa chata. Demos muitos títulos ao Santos e então é o caso de sentar com a diretoria. Ficaria bem triste se ele saísse e espero que essa novela termine logo e que ele fique. É ruim perder. Foram três detalhes e acabamos dando mole. Não tem por que esse protesto todo. Nós vínhamos vencendo e precisávamos do apoio da torcida."

 

Muricy e Neymar também não se esquivaram de buscar explicações para a derrota.

"Nosso time teve um apagão. É uma coisa que não pode acontecer. A gente deu mole, fez 1 a 0 e pensou que estava ganho, mas não é assim. Avisei (aos jogadores) que era um time excelente e, se a gente desse mole, eles iriam vencer", disse Neymar.

"O Bahia é um time bom, com jogadores experientes. Nós sentimos muito o segundo tempo. Não tem desculpa, o adversário foi melhor e dominou o jogo", afirmou Muricy, que fez questão de ir até o gramado no final do jogo para tentar confortar o time. "Disse a eles que tinham de sair juntos, aqui é um grupo. Ganhamos dois clássicos e saímos juntos. Não foi nenhuma bronca. Os caras correram, mas tem dias em que (as coisas) correm errado."

FICHA TÉCNICA:

 

SANTOS 1 X 3 BAHIA

 

SANTOS - Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano (Bill), Arouca, Pato Rodríguez e Paulo Henrique Ganso (Felipe Anderson); Neymar e André (Victor Andrade). Técnico - Muricy Ramalho.

 

BAHIA - Omar; Neto, Danny Morais, Titi e Jussandro; Fahel, Diones, Hélder (Mancini) e Gabriel; Zé Roberto (Caio) e Souza (Lucas Fonseca). Técnico - Jorginho.

 

GOL - André, aos 14 minutos do primeiro tempo. Souza, aos 14, Neto, aos 18, e Gabriel, aos 27 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO - Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ).

 

CARTÕES AMARELOS - Bruno Peres, Danny Morais e Jussandro.

 

RENDA - R$ 186.425,00.

 

PÚBLICO - 8.612 pagantes.

 

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.