Muricy estuda poupar jogadores amanhã

Mesmo que o time ainda não tenha reencontrado o bom futebol, e o pior, o caminho das vitórias - são quatro derrotas nos últimos seis jogos -, o técnico Muricy Ramalho estuda deixar alguns jogadores de fora do clássico de amanhã contra o Palmeiras. "Todo mundo sabe que nosso foco é a Taça Libertadores", conta o comandante, que prepara o São Paulo para duelo com o Cruzeiro, quarta-feira, pela competição continental. O treinador tem dúvidas quanto à utilização, principalmente, de Dagoberto, André Dias e Jean, que voltaram de lesão nesta semana. "A gente não sabe quais jogadores vão jogar na quarta-feira e tem dificuldade para arrumar o time para domingo", diz Muricy. Borges é a única certeza: está fora, pois o centroavante tomou uma pancada na cabeça no jogo contra o Atlético-PR e só treinou em separado do grupo."Não é poupar. Os profissionais do clube sabem que é arriscado colocar em campo um jogador que não está em condições", justifica Muricy. "O técnico não tem saída. Tem que fazer o que acha sem se importar com o que os outros dizem."Parte dos jogadores discorda do treinador, que também pode deixar outros atletas no banco de reservas. "Ele (Muricy) ainda não nos passou quem vai estar em campo, ainda está um suspense no ar", informa Jorge Wagner. "O ideal seria manter o time e ganhar mais ritmo de jogo. O ideal seria fazer de cinco a oito partidas seguidas e, então, ter um tempo para descansar. Agora estamos descansados e em condições de suportar a sequência de jogos decisivos."

Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

23 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.