Muricy muda zaga contra Santo André

Técnico indica que chegou a hora de testar Rodrigo; Miranda deve sair

Giuliander Carpes, O Estadao de S.Paulo

31 de janeiro de 2009 | 00h00

O técnico Muricy Ramalho acredita que a melhor forma de preparar sua equipe para a Taça Libertadores promover um rodízio entre os jogadores. Até agora, contudo, a defesa havia sido o único setor a manter a formação desde a primeira partida do Campeonato Paulista. Mas chegou a hora de os zagueiros entrarem na dança."O Rodrigo já está em condições de jogar e talvez seja uma boa hora para ganhar ritmo", disse o treinador, dando pistas de sua utilização na partida de amanhã diante do Santo André, no Morumbi. Muricy não quis dizer quem deve ir para o banco de reservas, mas o mais cotado é Miranda. E por um simples motivo: Rodrigo também costuma atuar pelo lado esquerdo da retaguarda tricolor.Miranda, porém, não gostaria de sair do time. "Espero ir para o jogo, só que não cabe a mim escolher", disse. "Acho que não tivemos rodízio ainda na defesa porque é um setor que precisa de entrosamento o quanto antes."A manutenção do trio (Renato Silva, André Dias e Miranda) neste início de ano também se deve a outro fator: a falta de opções consistentes no início do campeonato. Rodrigo só acertou a renovação depois que a pré-temporada havia começado, Anderson foi para o Cruzeiro e Aislan, de 21 anos, ainda precisa de experiência. Agora a disputa ficou aberta. "A concorrência está muito forte desde a contratação do Renato Silva", atestou Miranda. E jogadores de outras posições também ameaçam brigar por um lugar na retaguarda. "Não podemos esquecer do Zé Luís e do Richarlyson", lembrou o zagueiro. Zé Luís, que sente desconforto no joelho operado em novembro, também não deve atuar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.