Muricy: o campeão parou

Vencedor da competição nos últimos 3 anos, técnico palmeirense tem aproveitamento de apenas 44,4% em 2009

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

21 de agosto de 2009 | 00h00

O rei dos pontos corridos está em baixa em 2009. Muricy Ramalho, tricampeão brasileiro com o São Paulo nos últimos três anos, ainda não se acertou na atual edição do torneio. Faz fraca campanha e, contando os pontos que somou, estaria apenas na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana.Muricy realizou seis partidas no comando do São Paulo (uma vitória, quatro empates e uma derrota) e foi demitido logo após a eliminação na Taça Libertadores. No Palmeiras, chegou com moral, mas ainda pouco conseguiu. Nos seis jogos, foram duas vitórias, três empates e uma derrota. Juntando as duas campanhas, o treinador soma 44,4% de aproveitamento. Com esse número, ocuparia a 13ª colocação deste Brasileiro - o Atlético-PR, na mesma posição, conquistou apenas 40% dos pontos disputados.Muricy não se diz preocupado com a situação palmeirense: não vence há quatro rodadas. Anteontem, o treinador sofreu o primeiro revés no novo clube, no 1 a 0 para o Coritiba no Couto Pereira. Agora, terá pela frente dois difíceis desafios, justamente contra os times que comandou anteriormente e que são favoritos ao título: Internacional, amanhã no Palestra Itália, e São Paulo, no outro domingo, no Morumbi. "É em jogos decisivos que o time tem de mostrar se tem chance de ser campeão", declarou Muricy após a derrota de quarta-feira.O presidente Luiz Gonzaga Belluzzo disse ontem que o time está no caminho certo e que vai brigar pelo título brasileiro. Admite, porém, que esperava melhores resultados nos últimos jogos. "Estamos buscando o título e temos a obrigação de vencer as próximas duas partidas", exigiu. "Precisamos de alguns reforços para chegar ao nosso objetivo", disse, prometendo contratações.Muricy tem o apoio do presidente e dos jogadores. "O trabalho do Muricy é perfeito", exagerou Obina. "Mas quando o bom resultado não vem aparece aquela dúvida."Para conquistar a torcida e conselheiros, porém, o técnico precisa melhorar a produção. Como comparação, Vanderlei Luxemburgo e Jorginho têm melhor aproveitamento no Palmeiras neste Brasileiro do que ele. Enquanto Muricy está com 50%, Luxemburgo conseguiu 57,1% e Jorginho, 76,2%.As últimas campanhas vitoriosas do São Paulo tiveram pequena queda de produção no decorrer dos anos. Em 2006, o aproveitamento foi de 68%. No ano seguinte, de 67,5% e em 2008 conseguiu 65,8%. Em 2009, os números de Muricy caíram ainda mais, mas o técnico segue firme na briga pelo tetra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.