Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Muricy pede Santos ligado em nova decisão

Título paulista, conquistado domingo, já é passado para o time, que enfrenta o Once Caldas com vantagem de jogar pelo empate

PAULO FAVERO, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Durou pouco a festa santista pela conquista do Campeonato Paulista, no domingo. Nesta quarta-feira, os jogadores foram chamados de volta à realidade pelo técnico Muricy Ramalho. Antes do treino realizado no CT do Pão de Açúcar, na zona sul de São Paulo, o chefe conversou com os jogadores por quase meia hora para lembrá-los de que hoje é dia de mais uma decisão para o time. Às 21h50 (de Brasília, com transmissão da rádio Estadão ESPN), no Pacaembu, o Santos vai disputar com o Once Caldas uma vaga nas semifinais da Libertadores da América. Se passar, vai encarar o vencedor entre Jaguares e Cerro, que jogam nesta quinta, no Paraguai.

"Conversei com os jogadores e comentei que ganhamos o título no domingo, mas isso já passou, tem de esquecer. Para se manter em um clube, jogador e comissão técnica têm de ganhar sempre. Não podemos nos acomodar nunca", ensinou Muricy.

Na partida de ida, na Colômbia, o Santos venceu por 1 a 0 e agora basta um empate para que o time brasileiro avance. Ao Once Caldas resta vencer - e se for por 1 a 0 a disputa vai para os pênaltis. Só que Muricy não vê grande vantagem. "O empate não quer dizer nada, não dá para orientar meu time para isso. É um adversário perigoso fora de casa e temos de fazer nosso jogo. Não vai mudar nada."

ESPN - Muricy não deve mudar meio-campo santista

O treinador aprendeu com os erros do Cruzeiro, time que fez a melhor campanha da primeira fase e ganhou do Once Caldas no campo do rival por 2 a 1, mas foi surpreendido em Minas e com uma derrota por 2 a 0 foi eliminado. Muricy mostrou o vídeo dessa partida para seus jogadores. "Contra o Cruzeiro, eles jogaram muito bem e usamos isso como exemplo."

A preocupação é que o Once Caldas costuma se sair melhor fora de casa. Pelo menos a equipe vem mostrando isso na Libertadores deste ano. Além de ter vencido o Cruzeiro, bateu também o Universidad San Martín e empatou com o San Luis e o Libertad. "O forte do Once Caldas é o conjunto, com jogadores experientes, que estão acostumados a disputar a Libertadores."

Apesar de sua defesa ter sofrido apenas três gols nas 11 partidas que comandou, o técnico não quer abrir mão do que o Santos tem de melhor: o poder ofensivo. "Nosso time é bem entrosado e está jogando junto há um bom tempo. Técnico não tem de se meter muito quando o time encontrou uma maneira de jogar", disse Muricy, que perdeu para a partida de hoje o lateral-direito Jonathan. O jogador sofreu lesão muscular na coxa direita.

Vantagem argentina. O Velez Sarsfield enfrenta o Libertad, às 19h30, no Paraguai, podendo perder por 2 a 0 para garantir vaga na semifinal. Os argentinos venceram o 1º jogo por 3 a 0. 

SANTOS - Rafael; Danilo (Pará), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Elano e Alan Patrick; Neymar e Zé Eduardo. Técnico: Muricy Ramalho.

ONCE CALDAS - Marínez; Yedinson Palacios, Amaya, Alexis Henríquez e Luis Nuñez; Harrison Henao, Mejía, Matías Mirabaje e Carbonero; Dayro Moreno e Rentería. Técnico: Juan Carlos Osorio.

Árbitro - Enrique Osses (CHI); Horário - 21h50 (de Brasília); TV - Globo, SporTV2 e Bandsports; Rádio - Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local - Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

Veja também:

link Rafael Moura, do Flu, é o atacante preferido de Muricy

som ESTADÃO ESPN - Muricy: 'Na Libertadores, nem sempre ganha o melhor'

video ESPN - Técnico do Once Caldas está preocupado com meio-campo do Santos

link ESPN - Presidente do Santos diz que Andrés é 'garganta' e minimiza boatos sobre Ganso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.