Kimimasa Mayama/Efe
Kimimasa Mayama/Efe

Muricy prevê jogo difícil contra o Kashiwa Reysol e confirma Elano no Santos

O treinador ressaltou que o rival virá embalado após eliminar Auckland City e Monterrey na competição

AE, Agência Estado

13 de dezembro de 2011 | 09h39

NAGOYA - O técnico Muricy Ramalho afirmou nesta terça-feira que espera por um duelo complicado para o Santos, nesta quarta, às 8h30 (horário de Brasília), contra o Kashiwa Reysol, no Estádio de Toyota, em Nagoya, no Japão, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa. O treinador ressaltou que o rival virá embalado após eliminar Auckland City e Monterrey na competição e destacou o fato de o adversário ser o atual campeão japonês.

"Vai ser difícil porque é uma estreia. A dificuldade está aí. Se é campeão, não é por acaso. Se a gente passar, tudo pode acontecer na final", afirmou o comandante santista, em entrevista coletiva, na qual deixou em segundo plano o favoritismo da equipe brasileira. "Como eu sou treinador, conheço um pouco de futebol, a gente não entra mais nessa. Vamos fazer um jogo contra um time que ganhou dois jogos e é campeão, e isso não é por acaso", repetiu.

E Muricy deixou claro que ainda não quer pensar em uma possível decisão contra o Barcelona, que na quinta-feira joga a outra semifinal do Mundial contra o Al-Sadd, do Catar. Ao ser questionado sobre como está encarando o confronto desta quarta, ele respondeu: "É o jogo mais importante da minha vida, é o jogo mais importante para o Santos e é importante para todos nós. Temos que encarar que o próximo jogo é sempre o jogo da nossa vida, então este será o jogo da nossa vida".

O treinador adota o discurso cauteloso porque sabe que pode ser surpreendido pelo Kashiwa, tendo em vista outros fracassos históricos do futebol, e lembrou que os jogadores Santos têm consciência disso. "A gente sabe que o time japonês vai nos dar bastante trabalho e pode nos atrapalhar. A gente tem o pé bem no chão e está consciente em relação ao que é o time japonês", disse.

Elano confirmado

A entrevista coletiva desta terça-feira também serviu para Muricy confirmar a presença do meia Elano no time titular do Santos. O treinador admitiu que o jogador ainda não está com as condições físicas ideais, pois disputou apenas dois jogos pela equipe após ter se recuperado de lesão que o deixou afastado do time por um bom tempo, mas mostrou confiança na experiência e na categoria do atleta para o Mundial.

"Acho que ele chega bem, não teve muito tempo para se preparar, assim como o Léo (que também se recupera de lesão). Ele teve uma contusão séria e só jogou dois jogos, mas ele não sente mais a lesão. A parte física ainda não está 100%, mas é um jogador que se recuperou bem, que mostrou no treinamento e no dia a dia (sua utilidade) e vai para o jogo. Ele está escalado", confirmou.

Com isso, o Santos deve ir a campo nesta quarta com a seguinte formação: Rafael; Danilo, Edu Dracena, Bruno Rodrigo e Durval; Arouca, Henrique, Elano e Paulo Henrique Ganso; Neymar e Borges.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.