Ayrton Vignola/AE - 24/8/2011
Ayrton Vignola/AE - 24/8/2011

Muricy projeta arrancada de campeão para o Santos

Time chegou ao sexto jogo sem perder e consolida recuperação total neste 2.º turno do Brasileiro

Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2011 | 00h00

SANTOS - O Santos passa por cima dos seus inúmeros problemas de contusões e suspensões, já soma seis jogos sem perder - quatro vitórias e dois empates -, e confirma a previsão de Muricy Ramalho de recuperação total no returno do Campeonato Brasileiro. Para entrar direto na briga pelo título, os santistas consideram fundamental vencer os jogos atrasados contra Grêmio (5 de outubro, no estádio Olímpico, em Porto Alegre) e Botafogo (19 de outubro, na Vila Belmiro) e os confrontos diretos com os ponteiros da tabela. O primeiro será contra o Corinthians, domingo à tarde, no Pacaembu.

"Vamos ter a volta de Ibson (recuperado de lesão muscular na coxa esquerda), de Danilo e Adriano (cumpriram suspensão) e Arouca deve ser liberado para começar a treinar", comemorou Muricy, após a vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, no sábado. O treinador lembrou que a conquista da Libertadores só foi possível porque o time tinha sempre a mesma formação. "Todo mundo sabia a escalação. Agora está difícil. Para o jogo contra o Cruzeiro tive de buscar garoto no júnior. Com tantos desfalques e sem tempo para treinar, procurei organizar a equipe na base da conversa".

A reação santista começou na 18ª. rodada, com a vitória por 2 a 1 contra o Bahia. A equipe tinha perdido por 3 a 2 do Coritiba, e dava sinais que teria dificuldade para deixar a zona de rebaixamento. Antes do jogo contra o Bahia, o time era 17º. colocado, com apenas 15 pontos ganhos e, 45 disputados e aproveitamento de apenas 33.33%.

Depois da vitória de sábado já são 26 pontos (serão 32 se a equipe vencer as duas partidas remarcadas), em 63 disputados, e percentual de 46% de aproveitamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.