Muricy quer chileno Miralles para ser atacante de área

Embora estilo do time seja o toque de bola, técnico pede atacante alto para variar forma de a equipe atuar em alguns jogos

Sanches Filho, O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2011 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO / SANTOS

Fim do mistério. O presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro confirmou ontem que o Santos está perto de fechar com Ezequiel Miralles, argentino de 28 anos, naturalizado chileno. "Temos interesse em Miralles e esperamos que a definição seja rápida", disse o dirigente.

O atacante defendeu o Colo Colo na Taça Libertadores e, se contratado, só poderá atuar em agosto pelo Santos. A pressa do presidente é devido ao interesse de outros clubes no jogador, como Grêmio e Botafogo. No ano passado, ele chegou a ser considerado reforço corintiano, mas o clube paulista não se acertou com os chilenos.

Segundo Luis Alvaro, as negociações estão sendo conduzidas por intermediários, que apresentaram a proposta santista ao Colo Colo. "Se o negócio esquentar, mandaremos um representante a Santiago para bater o martelo", falou o presidente.

Miralles foi indicado por Muricy Ramalho para ser o atacante alto, com boa presença na área e bom aproveitamento nas bolas altas. "O futebol do Santos é de toque, mas o treinador gosta de ter outra opção, com o jogador que saiba atuar mais enfiado", disse o gerente de futebol, Nei Pandolfo. "Podemos anunciar o acerto nas próximas horas."

Semifinalista. O Peñarol é semifinalista da Taça Libertadores. Ontem à noite, em Santiago, os uruguaios perderam por 2 a 1 para o Universidad Católica. Mas como venceram em Montevidéu por 2 a 0, garantiram a vaga. A partida entre Cerro Porteño e Jaguares, que definiria o adversário do Santos, não havia terminado até o fechamento desta edição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.