Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Muricy recebe alta e decide hoje se viaja para Teresina com o Santos

Técnico se recupera de uma diverticulite e não sabe se terá condições de comandar o time na Copa do Brasil

O Estado de S.Paulo

08 de abril de 2013 | 02h11

SANTOS - Muricy Ramalho deixou o Hospital São Luiz (Unidade Morumbi), domingo de manhã, e vai decidir na tarde desta segunda-feira se acompanha os jogadores na viagem para Teresina, no Piauí. O Santos estreia na Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Flamengo, no estádio Albertão.

O treinador estava internado desde sexta-feira, um dia após o empate contra o São Caetano, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista. Ele teve diagnosticado um quadro de diverticulite.

No sábado, Muricy ainda sentia dores, mas o quadro evoluiu e ele foi liberado pelo médico-cirurgião Alexander Morrell. Segundo o boletim médico divulgado pelo hospital ontem, o técnico terá de continuar em acompanhamento clínico.

A delegação alvinegra embarca para Teresina na noite desta segunda-feira. Antes disso, os jogadores, que folgaram ontem porque o time não atuou na rodada do final de semana, treinam no CT Rei Pelé.

Se Muricy não tiver condições de viajar com o grupo, o seu auxiliar, Tata, vai dirigir o time. No ano passado, durante o Brasileirão, quando o técnico sofreu com uma crise de hérnia de disco, Tata já exerceu esta função. O mesmo ocorreu no São Paulo. Na passagem pelo Morumbi, o treinador teve problemas com pedras nos rins.

Com ou sem Muricy no banco de reservas, o Santos, que contará com Neymar após o atacante atuar pela seleção brasileira no sábado diante da Bolívia, vai entrar em campo para tentar evitar o jogo de volta. Para isso, o Alvinegro precisa vencer por dois gols de diferença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.