Na briga por vaga no G4 da Série B, Vila Nova e Oeste só empatam no Serra Dourada

Time goiano permaneceu na 5ª colocação, enquanto paulistas seguem logo atrás

Estadão Conteúdo

21 Outubro 2017 | 19h50

Na cola dos times que estão no G4, a zona de acesso, do Campeonato Brasileiro da Série B, Vila Nova e Oeste empataram sem gols, neste sábado, no estádio Serra Dourada pela 31.ª rodada. Ambos continuam nas mesmas posições. O Vila é o quinto colocado, com 51 pontos, e o Oeste é o sexto, com 49 pontos.

+ Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

+ Inter sofre, mas vence Criciúma e se consolida na ponta da Série B

O resultado foi mais favorável ao time paulista por ter atuado fora de casa. Além disso, ainda atuou desde os 25 minutos do segundo tempo com um jogador a menos, por causa da expulsão do volante Betinho. O Oeste vinha de empate fora, por 2 a 2, com o Santa Cruz. Enquanto isso, o Vila tinha vencido o Criciúma, por 1 a 0, em Santa Catarina.

Com o mesmo objetivo de chegar ao G4 ou ao menos de aproximar, os dois times apresentaram formação tática idêntica, com duas linhas de quatro jogadores. O jogo ficou truncado, sem chances de gols e carente de emoções, tão esperadas pelos torcedores que foram em grande número ao Serra Dourada.

O time paulista assustou com o artilheiro Mazinho, autor de 15 gols na competição, aos quatro minutos. Ele entrou em diagonal na área, bateu, porém, foi bloqueado por Bruno Prado que evitou o gol. O time goiano só ameaçou em uma falta cobrada por Alípio, aos 46 minutos. Ele encobriu a barreira e o goleiro Rodolfo espalmou.

Os dois times voltaram iguais para o segundo tempo. O Vila Nova tentava explorar a força do lateral Maguinho, que aos 16 minutos invadiu a área e cruzou na pequena área. Mas antes da conclusão, o zagueiro Joilson deu um chutão para o alto. Depois disso, os times começaram a mexer.

No lado do Vila entraram os atacantes Wallyson e Moisés nos lugares, respectivamente, de Alípio e Matheus Anderson. O técnico Hemerson Maria empurrou o time para cima do visitante, que também fez duas trocas para ganhar fôlego. Entraram os atacantes Robert e Henrique nas vagas de Gabriel Vasconcellos e Danielzinho.

Ao cometer uma falta em cima de Maguinho, o volante Betinho, do Oeste, acabou expulso aos 25 minutos. Ele já tinha recebido no primeiro tempo o cartão amarelo. A partir daí, o Oeste abdicou de atacar. Mas se defendeu bem, com duas linhas de quatro, não permitindo as infiltrações e nem os cruzamentos laterais.

A única chance real do time goiano surgiu aos 44 minutos. O meia Alan Mineiro cobrou escanteio em curva e o zagueiro Alemão subiu no segundo pau para testar cm força. O goleiro Rodolfo se esticou e com um tapinha mandou a bola para novo escanteio. Muito pouco para quem precisava vencer.

Na próxima terça-feira, o Vila Nova faz um duelo decisivo com o Paraná, outro clube que briga diretamente pelo acesso. O confronto vai ser disputado em Curitiba, às 21h30. O Oeste vai jogar contra o Brasil de Pelotas na próxima sexta-feira, na Arena Barueri, a partir das 20h30.

FICHA TÉCNICA:

VILA NOVA 0 X 0 OESTE

VILA NOVA - Luís Carlos; Maguinho, Alemão, Brunão e Gastón Filgueira; Geovane, PH (Tiago Adan), Alan Mineiro; Alípio (Wallyson), Lourency e Mateus Anderson (Moisés). Técnico: Hemerson Maria.

OESTE - Rodolfo; Daniel Borges, Joilson, Leandro Amaro e Guilherme Romão; Wilson Mathias, Betinho, Danielzinho (Henrique) e Mazinho (Lídio); Gabriel Vasconcellos (Robert) e Raphael Luz. Técnico: Roberto Cavalo.

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA)

CARTÕES AMARELOS - Alemão, Wallyson e Geovane (Vila Nova). Betinho e Danielzinho (Oeste).

CARTÃO VERMELHO - Betinho (Oeste).

RENDA - R$ 226.525.

PÚBLICO - 20.550 pagantes (22.076 total).

LOCAL - Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.