Na expectativa por título, Gabriel Medina antecipará ida ao Havaí

Na expectativa por título, Gabriel Medina antecipará ida ao Havaí

Paulista retorna ao Brasil nos próximos dias, participa de uma competição em sua cidade natal e então se concentra na 'decisão'

PAULO FAVERO - Enviado Especial a Peniche, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2014 | 07h49

Mesmo derrotado na terceira fase da etapa de Portugal do Circuito Mundial de Surfe, Gabriel Medina continua com boas condições de ser campeão na próxima e última etapa da temporada, no Havaí. Para se ter uma ideia da diferença de pontos que tem para Kelly Slater - desconsiderando-se John John Florence e Mick Fanning -, com um nono lugar em Pipeline ele pode ser campeão, mesmo com um título de Slater.

Claro que a disputa do título está aberta, mas o atleta brasileiro está mais perto da taça que seus adversários e agora terá alguns dias para relaxar ao lado da família e pensar no que vai fazer antes da etapa decisiva. "Esses momentos são difíceis, mas tenho de superar porque estou vivendo o que eu amo fazer, que é surfar. Sorte minha que a família está sempre do meu lado", afirmou.

A princípio, Gabriel Medina vai permanecer em Portugal até quinta-feira, conforme estava previsto, e só então vai retornar para o Brasil. Seu voo está marcado para desembarcar no Rio de Janeiro, onde cumprirá uma agenda com patrocinadores. Depois, de 3 a 9 de novembro, ele participa do Prime de Maresias, sua cidade, em competição válida pela divisão de acesso. "Vou disputar essa competição", confirmou.

Como o surfista não conquistou o título antecipado, ele também pretende partir antes para o Havaí, a fim de se aprimorar nos tubos de Pipeline. "Agora vou tentar ir para o Havaí o mais cedo possível para treinar e tomar uns caldos", brincou. A etapa havaiana no Circuito Mundial será de 8 a 20 de dezembro e pode tornar o atleta o primeiro campeão mundial do Brasil na elite do surfe. "Vai dar tudo certo, se Deus quiser. Minha fé é a última que morre."

Tudo o que sabemos sobre:
surfeCircuito MundialGabriel Medina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.